O PAPEL DO PLANEJAMENTO URBANO NO DESENVOLVIMENTO DE CURITIBA EM UM DESTINO INTELIGENTE

Mateus José Alves Pinto, Marcia Shizue Massukado Nakatani

Resumo


O trabalho tem o objetivo de verificar se Curitiba (Paraná) pode ser considerada uma cidade e/ou um destino turístico inteligente para as organizações de turismo e planejamento urbano que atuam no município. O tema é importante para Curitiba, porque a cidade flerta com os conceitos base relacionados às cidades inteligentes. No âmbito metodológico foram entrevistados nove gestores de entidades das áreas de turismo e planejamento urbano de Curitiba. Com as entrevistas semiestruturadas foi possível identificar o histórico de inovação na cidade, além de ações e projetos relacionados ao turismo e ao planejamento urbano que Curitiba realiza e que estão de acordo com os conceitos de cidades e destinos inteligentes. Os resultados levantados mediante pesquisa identificaram que Curitiba ainda não é considerada uma cidade inteligente para todos os cidadãos e, consequentemente, ainda não pode ser considerada um destino turístico inteligente.


Texto completo:

PDF

Referências


AENOR. Asociación Española de Normalización y Certificación. El papel de las normas en las ciudades inteligentes: relatório. Madrid, 2014. Disponível em: http://twixar.me/zzNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

AMBIENS COOPERATIVA. Plano de desenvolvimento integrado do turismo sustentável: resumo executivo. Curitiba, 2013. Disponível em: http://twixar.me/p5NK. Acesso em: 26 ago. 2019.

BASTOS H. Z. L. Análise de desempenho e projeto de uma infraestrutura de cidade inteligente para transporte público de Curitiba. 2015. 89 f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Setor de Ciências Exatas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015. Disponível em: http://twixar.me/jy8K. Acesso em: 26 ago. 2019.

BOES, K.; BUHALIS, D.; INVERSINI, A. Conceptualising smart tourism destination dimensions. In: TUSSYADIAH, I.; INVERSINI, A. Information and communication technologies in tourism 2015. Lugano: Springer International Publishing Switzerland, 2015. p. 391-403. Disponível em: http://twixar.me/6zNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

BRASIL. Ministério do Turismo. Caracterização e dimensionamento do turismo internacional no Brasil 2013-2017: relatório. Brasília, DF. 2018. Disponível em: http://twixar.me/FSNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

BRASIL. Índice de Competitividade do Turismo Nacional: relatório. Curitiba. Brasília, DF: Ministério do Turismo, SEBRAE e FGV, 2015. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2019.

AGÊNCIA DE CURITIBA. Guia do investidor. Relatório. Curitiba, 2012. Disponível em: http://twixar.me/z5NK. Acesso em: 26 ago. 2019.

DENCKER, A. F. M. Pesquisa em turismo: planejamento, métodos e técnicas. 9. ed. São Paulo: Futura, 2007.

F. FILHO, M. C. ; A. FILHO, E. J. M. Planejamento da pesquisa científica. São Paulo: Atlas, 2013.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5.ed. São Paulo: Atlas. 2010.

GOMES, E. L.; GÂNDARA, J. M.; IVARS-BAIDAL, J. A. É importante ser um destino turístico inteligente? A compreensão dos gestores públicos dos destinos do Estado do Paraná. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, v. 11, n. 3, p. 503-536, 2017. Disponível em: http://twixar.me/n5NK. Acesso em: 26ago. 2019.

LUQUE GIL, A. M.; ZAYAS FERNÁNDEZ, B.; CARO HERRERO, J. L. Los destinos turísticos inteligentes en el marco de la inteligencia territorial: conflictos y oportunidades. Investigaciones Turísticas, v. 10, p. 1-25, 2015. Disponível em: http://twixar.me/T5NK. Acesso em: 26 ago. 2019.

MCLAREN, D.; AGYEMAN, J. Sharing cities: a case for truly smart and sustainable cities. Cambridge: The MIT Press, 2015.

NTU - Associação nacional das empresas de transportes urbanos. Avaliação comparativa das modalidades de transporte público urbano: relatório. Curitiba, 2009. Disponível em: http://twixar.me/PSNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

OLIVEIRA D. Curitiba e o mito da cidade modelo. 1.ed. Curitiba: Editora UFPR, 2000.

PARANÁ TURISMO. Paraná turístico 2026: pacto para um destino inteligente. Curitiba, 2016. Disponível em: http://twixar.me/bzNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

PINTO, M. J. A. Destinos turísticos inteligentes: o caso de Curitiba/PR (Brasil). Turismo & Sociedade, v. 10, n. 3, p. 1-22, 2017. Disponível em: http://twixar.me/NzNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

RUIZ, T. C. D. A dinâmica evolutiva da competitividade do destino turístico Curitiba. 354 f. Tese (Doutorado em Geografia) - Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015. Disponível em: http://twixar.me/pSNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

SEGITTUR. Informe destinos turísticos inteligentes: construyendo el futuro: relatório. Madrid, 2015. Disponível em: http://twixar.me/wy8K. Acesso em: 26 ago. 2019.

SHARK, A. R. What makes smart cities smart?.In: SHARK, A. R.; TOPOTKOFF, S.; LÉVY, S. Smarter cities for a bright sustainable future: A global perspective. Alexandria: Public Technology Institute, 2014. p. 1-9.

STIMMEL, C. L. Building smart cities: analytics, ICT and design thinking. Boca Raton: Auerbach Publications, 2015.

TRIBE, J.; DANN, G.; JAMAL, T. Paradigms in tourism research: a trialogue. Tourism Recreation Research, v. 40, n. 1, p. 28-47, 2015. Disponível em: http://twixar.me/fXNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

VIENNA UNIVERSITY OF TECHNOLOGY. Centre of Regional Science. Smart cities: ranking of European medium-sized cities. Viena, 2007. Relatório. Disponível em: http://twixar.me/jzNK. Acesso em: 26ago. 2019.

XIANG, Z.; TUSSYADIAH, I.; BUHALIS, D. Smart destinations: Foundations, analytics and applications. Journal of Destination Marketing & Management, v. 4, n. 3, p. 143-144, 2015. Disponível em: http://twixar.me/By8K. Acesso em: 26 ago. 2019.

WANG, D.; LI, X.; LI, Y. China's “smart tourism destination” initiative: a taste of the service-dominant logic. Journal of Destination Marketing & Management, v. 2, n. 2, p. 59-61, 2013. Disponível em: http://twixar.me/lXNK. Acesso em: 26 ago. 2019.

ZHU W.; ZHANG L.; LI, N. Challenges, Function Changing of Government and Enterprises in Chinese Smart Tourism. e-Review of Tourism Research, v. 5, p. 1-4, 2014. Disponível em: http://twixar.me/Vy8K. Acesso em: 26 ago. 2019


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2674-6972

LATINDEX

Directory of Open Access Journals

 

 

 Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

VISITANTES MUNDIAIS DA REVISTA TURISMO & CIDADES: