BIODIVERSIDADE: a leitura da vida e a afirmação dos sujeitos

Cláudia Maria da Costa Gonçalves

Resumo


O estudo pretende suscitar as contradições da sustentabilidade no interior do capitalismo, bem como a própria negação dos sujeitos nesse mesmo contexto. Para tanto, aliam-se conhecimentos e temas que perpassam por várias áreas do saber, como por exemplo, a Biologia, o Direito e a Sociologia. Analisam-se, assim, as dimensões econômicas e sociais da sustentabilidade no bojo do mercado e da sociedade do século XXI. Abordam-se alguns temas referentes à democracia ecológica, visando demonstrar a insuF ciência do contrato político que inaugurou a modernidade. Discutem-se os direitos dos animais não humanos, a partir de uma visão biocêntrica que vulnera, bem por isso, a lógica hegemônica do mercado.
Palavras-chave: Biodiversidade. Dimensões da sustentabilidade. AF rmação
dos sujeitos.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)