APONTAMENTOS SOBRE AS REPRESENTAÇÕES DAS MULHERES NEGRAS: luta e resistência

Grace Kelly Silva Sobral Souza

Resumo


O presente artigo é fruto de pesquisa dissertativa realizada entre 2015 e 2016 durante o curso de mestrado em Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão. O objetivo deste trabalho é resgatar o contexto de luta e resistência das mulheres negras, além das construções teóricas envoltas na concepção de ser mulher negra a partir de um olhar relacional das dinâmicas sociais, uma vez que as ações coletivas das mulheres se deu com base em uma outra história. Traz uma análise interpretativa embasada em teóricas e ativistas negras como Angela Davis (2016), Luiza Bairros (2006), Sueli Carneiro (2006), dentre outras, a fim de compreender as estratégias de resistência e reaN rmação da identidade à luz daquelas que foram coadjuvantes da historiograN a brasileira.
Palavras-chave: Mulheres Negras; Resistência; Protagonismo; Identidade

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)