A GESTÃO SOCIAL NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MUNICIPAL: aproximações e resistências no discurso dos vereadores de um município de Minas Gerais

Mariana Pereira Chaves Pimentel, Juliana Cristina Teixeira, Priscila Gomes Araujo, Thiago Duarte Pimentel

Resumo


Este artigo aborda a gestão social que, apesar de vir conquistando visibilidade crescente, é um conceito queainda apresenta inconsistências teóricas e práticas. Mostra que um dos debates centrais do campo se refere às diferenças entre gestão social, gestão pública e gestão privada. Busca avançar no entendimento dos limites e interseções entre os modelos, analisando o conteúdo do discurso de vereadores de um município de Minas Gerais de modo a verificar se e como a gestão pública se apropria de elementos da gestão social. Para coleta dos dados, utilizou-se de um roteiro semiestruturado, constituído por três grupos de perguntas: relações sociais entre vereadores e cidadãos; práticas relacionadas ao processo dialógico e práticas relacionadas à autoridade compartilhada. Complementarmente, as análises buscam identificar práticas de coerção no plano comunicativo. Conclui que a maioria dos vereadores não se apropria dos elementos da gestão social analisados, estando o conceito ainda distante da prática.Palavras-chave: Gestão pública, gestão social, vereadores.
SOCIAL MANAGEMENT IN MUNICIPAL PUBLIC ADMINISTRATION: approaches and resistances on discourse of assemblymen in a city of Minas GeraisAbstract: This article discusses the social management that, despite of increased visibility is a concept that still presentstheoretical and practical inconsistencies. IT shows that one of the central debates of the field refers to the differencesbetween social, public and private management. Seeks to advance the understanding of the boundaries and intersections between the models by analyzing the content of the discourse of assemblyman of a city in Minas Gerais to verify if and how the public management appropriates elements of social management. For data collection, we have used a semistructured guided interview, consisting of three groups of questions: social relations between citizens and assemblyman; practices related to the dialogic processes, and practices related to sharing authority. In addition, the analysis seeks to identify practices of coercion in communicative plans. This paper concludes that the majority of assemblyman do not appropriates elements of social management analysis, as well this concept is still far from the assemblyman management practice.Keywords: Public management, social management, assemblyman.

Palavras-chave


Gestão pública; Gestão social; Vereadores

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)