FOMENTO FEDERAL AO ETANOL DE SEGUNDA GERAÇÃO NO BRASIL: um exame da atuação da FINEP e do BNDES

Wellington Pereira, Nilson de Paula

Resumo


O objetivo do artigo é destacar as ações do governo brasileiro por meio do crédito para pesquisa e desenvolvimento dirigidas à produção de etanol, destacando-se o caso da segunda geração. Apresenta ainda exame do crédito e das subvenções concedidos a projetos relacionados ao etanol pelas duas principais instituições subordinadas ao governo federal no fomento a P&D e investimentos de longo prazo: a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A argumentação leva em conta a importância estratégica destes produtos para o dinamismo do segmento sucroalcooleiro, com repercussões positivas no conjunto da economia, disseminando novas tecnologias e conhecimentos.

Palavras-chave: Etanol, políticas públicas, biocombustíveis, FINEP, BNDES.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20n2p805-824

Direitos autorais 2017 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)