OS SERVIDORES PÚBLICOS ESTÃO ADERINDO A FUNPRESP?: um estudo em uma instituição federal de ensino

Itatiane Sartori, Luana Dos Santos Fraga, Kelmara Mendes Vieira, Daniel Arruda Coronel

Resumo


Este artigo tem por objetivos: identificar o percentual de adesões dos servidores em um dos Campi de uma Universidade Federal; descrever o perfil dos respondentes, segundo os que aderiram e não aderiram ao fundo de previdência complementar; avaliar os motivos da adesão e não adesão à FUNPRESP; verificar o nível de conhecimento, riscos e retornos acerca da FUNPRESP, segundo os que aderiram e não aderiram e; analisar o nível de informações sobre contratos, relatórios e ajustes dos que aderiram. A pesquisa constitui-se em um estudo exploratório, abordagem quantitativa e aplicação de questionários. A maioria dos servidores não aderiu à FUNPRESP e estes desconhecem os riscos e retornos que o fundo proporciona. Conclui que, em contrapartida, os que aderiram acreditam que o fundo dê um retorno financeiro positivo e discordam receber informações importantes como os ajustes da parcela e relatórios atualizados

Palavras-chave: Plano de Previdência Complementar, FUNPRESP, servidores públicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20n2p587-612

Direitos autorais 2017 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)