A PREVIDÊNCIA SOCIAL COMO DETERMINANTE DA DISTRIBUIÇÃO DE RENDA NO ESTADO DO CEARÁ

Rômulo Eufrosino de Alencar Rodrigues, Erivelton de Souza Nunes, Eliane Pinheiro de Sousa

Resumo


O artigo faz uma análise da funcionalidade previdenciária cearense quanto à distribuição de renda em nível municipal no ano de 2010. Utiliza estatística descritiva e a estimação de um modelo econométrico de regressão linear múltipla, em que a relação entre arrecadação e despesa previdenciária municipal foi considerada como variável dependente, enquanto as variáveis explicativas foram representadas pelo Produto Interno Bruto (PIB), PIB per capita, número e proporção de idosos na população. Emprega dados do Anuário Estatístico do Ceará, fornecidos pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE). Os resultados sinalizam que a previdência social cearense, ao possibilitar a transferência de renda dos municípios mais ricos para os mais pobres, constitui-se em importante mecanismo redistributivo em nível local.

Palavras-chave: Previdência social, Ceará, regressão linear múltipla.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20n2p493-513

Direitos autorais 2017 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)