AMAZÔNIA MARANHENSE: campo de conflitos e interesses

Desni Lopes Almeida

Resumo


O texto aborda os impactos decorrentes da implantação de grandes projetos na região da Amazônia maranhense. Demarca que a Amazônia maranhense, região periférica do Brasil, tem sido espaço de inúmeros projetos desenvolvimentistas, principalmente desde os anos 1950. Argumenta que, apesar das promessas de desenvolvimento, o que tem ocorrido concretamente é um processo crescente de exploração dos recursos naturais e a intensificação de conflitos sociais, principalmente os ligados à questão agrária, o que faz com que o Maranhão figure como um dos principais pontos de conflitos no campo do Brasil. Considera que, marcada pela forte presença do latifúndio, trabalho escravo, violência contra lideranças rurais e extrema pobreza, a questão agrária no Maranhão é uma síntese da realidade agrária no país.

Palavras-chave: Amazônia maranhense, conflito, questão agrária.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20nEp261-266

Direitos autorais 2017 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)