A TRANSIÇÃO DA MORTALIDADE POR CÂNCERES NO BRASIL E A TOMADA DE DECISÃO ESTRATÉGICA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE DA MULHER

Raphael Mendonça Guimarães, Camila Drumond Muzi, Moema de Poli Teixeira, Sonoe Sugahara Pinheiro

Resumo


Este artigo tem por objetivo descrever a evolução da transição da mortalidade por cânceres de mama e colo do útero no Brasil em relação ao desenvolvimento socioeconômico. Foram obtidos dados de mortalidade por câncer de mama e de colo do útero no Brasil para um período de 20 anos, correspondente a um intervalo bicensitário. Os óbitos foram corrigidos e as taxas padronizadas. Além disso, indicadores sociais foram mensurados para os três anos censitários incluídos na série temporal. Observa que os estados brasileiros possuem muita heterogeneidade com relação aos indicadores sociais e à mortalidade pelos dois cânceres, e parece haver um padrão entre a condição socioeconômica e a mortalidade por câncer de mama e de colo do útero. Conclui que é necessário, portanto, realizar a avaliação e o planejamento das ações, considerando cenários de desenvolvimento, para garantir o acesso universal e equitativo das mulheres às políticas públicas de saúde.

Palavras-chave: Demografia, Mortalidade, Desenvolvimento, Câncer, Políticas públicas, Políticas de saúde.

CANCER'S TRANSITION IN BRAZIL AND STRATEGICAL DECISION-MAKING IN WOMEN´S PUBLIC HEALTH POLICIES Abstract: This article aims to describe the evolution of the transition in mortality from breast and cervix cancers in Brazil in relation to socioeconomic development. There were data obtained of mortality from breast cancer and cervical cancer in Brazil for a period of 20 years, corresponding to a censitary range. Deaths were corrected and rates standardized. In addition, social indicators were measured for all three census years included in the time series. It was observed that the Brazilian states have a lot of heterogeneity with respect to social indicators and mortality for both cancers, and there seems to be a pattern between socioeconomic status and mortality from breast and cervix cancer. It is therefore necessary to carry out the assessment and planning of actions, considering development scenarios, to ensure universal and equal access of women to public health policies. Key words: Demographics, Mortality, Development, Cancer, Public policies, Health policies.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v20n1p35-50

Direitos autorais 2016 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)