CAPITALISMO E AGRICULTURA: encruzilhada contemporânea nas áreas rurais da Colômbia

Aura Gonzalez Serna

Resumo


Este artigo mostra como a economia camponesa na Colômbia continua sendo provedora de emprego e de alimentos básicos, não obstante a agressividade das determinações do capital finaceiro internacional. Aponta que a estrutura agrária está sendo transformada drasticamente com a intensificação veloz e sistemática ao regime agro industrial global de geração de lucros. Considera que o encadeamento de diversas manifestações e perversidades na forma de atuação dos atuais monopólios com predomínio do capital rentista sofistica e aprofunda novas expressões de desigualdades a partir da geração de terror, cujos exterminios se convertem em opçã concreta que justificam a realização de metas econômicas e politicas, ganhando dimensão a reconfiguração dos territórios, através de políticas nacionais instrumentalizadas em suas diferentes escalas para atendimento às demandas dos grupos responsáveis pelos capitais transnacionais. Nesse contexto, enfatiza que temas associados à multiculturalidade e modos de produção camponesa sob perspectiva das lutas e reivindicações sociais devem ser foco das pesquisas na formação profissional do Assistente Social.
Palavras-chave: Estado, capital, trabalho, economia camponesa, formação profissional do assistente social, sociabilidade

CAPITALISM AND AGRICULTURE: contemporary crossroad in rural areas of Colombia
Abstract: The peasant economy continues to be a provider of employment and basic food in Colombia, despite the aggressiveness of determinations stipulated by the international's finance capital. The agrarian structure is under drastic transformation since the rapid and systematic intensification of processes related to the global agroindustrial scheme of profits production. The sequence of several events and perversities materialized by the present forms of actual monopolies with the predominance of rentier capital sophisticates and deepens new expressions of inequalities starting with the terror generation. Exterminations are converted into concrete options that justify the conduct of economical and policies goals. The reconfigration of territories gains dimension through national policies in different scales responding to demands of groups that are responsible for the transnational capital. From this point of view, issues related to multiculturalism and peasant modes of production under the perspective of struggles through social claims should be focused by our researches, in order to contribute with the professional formation of Social Workers.
Keywords: State, capital, labor, peasant economy, commercial agriculture, professional formation of social workers, sociability. 


Palavras-chave


Estado; Capital; Trabalho; Economia camponesa; Formação profissional do assistente social; Sociabilidade

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)