POLÍTICAS DE SAÚDE NOS PAÍSES DO MERCOSUL: um retorno à universalidade?

Vera Maria Ribeiro Nogueira, Helenara Silveira Fagundes, Celmira Bentura Alonso, Elizabeth Ortega Cerchiaro, Jorge Hugo Centeno, Nora Margarita Jacquier, Stella Mary Garcia Aguero, Maria Del Carmen Garcia

Resumo


Este texto aborda os sistemas de saúde nos países do MERCOSUL e analisa se as medidas atuais sinalizam para a universalidade de atenção à saúde. Situa-se como um estudo comparativo e utiliza uma matriz de análise indicativa das intervenções estatais nas políticas de saúde. Para se apreciar as tendências universalistas, foram adotadas as três dimensões propostas pela OMS: amplitude da cobertura populacional, abrangência dos serviços e nível de cobertura por financiamento público. Apresenta as características demográficas e sociopolíticas dos países, as formas de organização, a prestação dos serviços, o financiamento e a regulação dos sistemas nacionais de saúde.

Palavras-chave


Sistemas de saúde, universalidade, políticas de saúde, MERCOSUL.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v19n1p145-156

Direitos autorais 2016 Revista Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)