ACREDITAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR NA EUROPA E BRASIL: mecanismos de garantia da qualidade

Cleber Augusto Pereira, Joaquim Filipe Ferraz Esteves de Araújo, Maria de Lourdes Machado

Resumo


Estudo das políticas de qualidade no ensino superior brasileiro e europeu com o objetivo de discutir e comparar os sistemas de acreditação e de avaliação na Alemanha, Reino Unido e Brasil. Assim, contextualiza e mapeia os cenários dos países e discute os mecanismos de garantia da qualidade nos processos de avaliação e acreditação do ensino superior. Trata-se de uma pesquisa descritiva em que buscou-se o what is, previsto por Knupfer e McLellan (1996, p.1197) retratando “[...] o que existe hoje e agora em relação a um problema ou fenômeno.” (MERTENS, 1998, p.174). Os resultados demonstraram algumas similaridades nos mecanismos de garantia da qualidade mesmo considerando-se as políticas educacionais distintas. As contribuições assentam na confrontação das metodologias de acreditação e avaliação em vigor pelas agências dos países e na análise quanto à forma de validação das políticas de qualidade no ensino superior

Palavras-chave


Agências de acreditação, ensino superior, Acreditação e avaliação, SINAES, A3ES.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v19n1p61-75

Direitos autorais 2016 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)