OS PROGRAMAS DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA E A POBREZA NO BRASIL: superação ou regulação?

Maria Ozanira da Silva e Silva

Resumo


Uma reflexão sobre a pobreza e suas formas de enfrentamento no Brasil, com destaque aos Programas de Transferência de Renda, considerados a estratégia de Política Social mais relevante no contexto do Sistema Brasileiro de Proteção Social na atualidade. A pobreza é compreendida como um fenômeno multidimensional, sendo admitida a ausência de uma estratégia global de articulação da Política Econômica com a Política Social para seu enfrentamento no país. A Política Social é considerada, sobretudo, como uma questão marginal e assistencialista, senão meramente compensatória. Potencialidades e limites dos Programas de Transferência de Renda para enfrentamento da pobreza são aqui apontados. Nesta reflexão, o pressuposto é de que a pobreza no Brasil é estrutural e decorre, principalmente, da elevada concentração de renda, de modo que só a articulação da Política Social com a Política Econômica seria capaz de alterar o quadro social do país.

Palavras-chave


Pobreza. Política Social. Programas de Transferência de Renda. Brasil.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)