A EMERGÊNCIA DE UMA “NOVA” SOCIEDADE SALARIAL E O LUGAR DO EMPREGO FEMININO NO PÓS-FORDISMO: uma comparação entre a França e o Brasil nos anos 90

Vivian Aranha Saboia

Resumo


Superação do modelo de crescimento fordista e à emergência de um “novo” modelo de crescimento do tipo americano, nas últimas décadas. Abordou-se este novo modelo de acumulação, também chamado de sociedade salarial pós-fordista, e no contexto da mundialização. Observou-se que esta passagem é marcada pela adoção de políticas públicas, tanto de caráter neoliberal quanto social-liberal, as quais, dentre outras consequências, flexibilizam o trabalho e o emprego. Ressalta-se que esta passagem assume características diferenciadas em termos de raça, sexo, idade, etc.


Palavras-chave


Nova economia. Nova sociedade salarial. Emprego feminino.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)