POLÍTICAS PÚBLICAS E ECONOMIA SOLIDÁRIA: considerações e divergências sobre a criação da Secretaria Nacional de Economia Solidária

Pedro M. Staevie

Resumo


O presente artigo pretende apresentar as divergências existentes entre os defensores e os opositores daspolíticas públicas voltadas para o desenvolvimento da economia solidária e seus principais argumentos. Busca-seapresentar um breve debate sobre os diferentes posicionamentos acerca da pertinência e necessidade da adoçãode políticas públicas voltadas para a economia solidária, sobretudo a partir da criação da Secretaria Nacional deEconomia Solidária.
Palavras-chave: Informalidade; economia solidária; políticas públicas.

PUBLIC POLICIES AND A SOLIDARY ECONOMY: considerations and divergences about the creation of the NationalSecretariat of Solidary Economy
Abstract: The present article intends to present the existing divergences between the defenders and the opponentsof public policies directed toward the development of a solidary economy and its’ main arguments. It is intended topresent a brief debate about different positions concerning the relevancy and the necessity of adopting public policiesdirected toward a solidary economy, specially considering the creation of the National Secretariat of Solidary Economy.
Key words: Informality, solidary economy, public policies.


Palavras-chave


Informalidade; economia solidária; políticas públicas

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)