INTENSIDADE E TRABALHO EXCESSIVO: exaustão, impactos na subjetividade e formas de resistência dos (as) trabalhadores (as)

Cândida da Costa, Carlos Roberto Horta, Martha Roldán, Sadi Dal Rosso

Resumo


O artigo discute a intensidade do trabalho em escala global e suas particularidades na América Latina). A ampliação (in) visível da duração do trabalho no mundo e suas repercussões sobre os (as) trabalhadores (as). Jornadas excessivas de trabalho, condições degradantes e trabalho análogo à escravidão: o setor sucroalcooleiro no Brasil e a morte por exaustão no trabalho. O trabalho imaterial, criativo e a subsunção da subjetividade das trabalhadoras sob a produção capitalista na Argentina. As formas de resistência da classe trabalhadora frente aos processos de desconstrução da subjetividade e de intensificação do trabalho.
Palavras-chave: Trabalho, intensificação do trabalho, saúde do trabalhador, trabalho imaterial/criativo, resistência da classe trabalhadora.
INTENSITY AND EXCESSIVE WORK: exhaustion, impacts on subjectivity and ways of resistance of workers

Abstract: The article discusses the intensity of work on a global scale and its peculiarities in Latin America. The (in)visible increasing of working time over the world and its impacts on workers. Excessive working days, degrading conditions and labor comparable to slavery: the sugar/alcohol sector in Brazil and death at work due to exhaustion. Immaterial labor,
creative and subsumption of the subjectivity of female workers under capitalist production in Argentina. Methods of working class resistance against processes of subjectivity deconstruction and work intensification.
Keywords: Work, work intensification, worker’s health, creative work, immaterial work, working class resistance.


Palavras-chave


Trabalho; Intensificação do Trabalho; Saúde do Trabalhador; Trabalho Imaterial/Criativo; Resistência da Classe Trabalhadora

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v18nEp177-187

Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)