LETALIDADE E SUPERENCARCERAMENTO: encadeamento de efeitos sociais em discursos e práticas no Sistema Penal Maranhense

Isabella Miranda Silva

Resumo


Com o objetivo de problematizar e de normalizar o papel dos atores do sistema de justiça criminal no contexto letal do superencarceramento, o estudo analisa documentos públicos utilizados para contextualizar as mortes de 2013 no complexo penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, sob a perspectiva teórica da Criminologia Crítica. Por meio da orientação metodológica da Análise de Discurso Crítica (ADC), as análises realizadas, cotejadas com as teorias e perspectivas epistemológicas que conduziram o estudo, permitiram concluir que a articulação entre massacre e burocracia é o que sustenta a falta de escândalo com a supressão de direitos e, consequentemente, com as mortes estudadas.

Palavras-chave: Mortes. Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Discursos. Prática social. Criminalização.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v23n1p150-170

Direitos autorais 2019 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)