AGRICULTURA FAMILIAR E CONVÍVIO SUSTENTÁVEL NUMA PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR

Christiane Fernandes dos Santos, Elisabete Stradiotto Siqueira, Izabel Jaguaiara Costa de Oliveira, Márcia Egina Câmara Dantas, Zildenice Matias Guedes Maia

Resumo


O artigo propõe o diálogo entre agricultura familiar e desenvolvimento sustentável. Discute, através de pesquisabibliográfica e documental, o perfil do trabalho no meio rural e a necessidade de sua reorganização, preservando adimensão da solidariedade e ao mesmo tempo permitindo a apropriação de tecnologias que melhorem a produtividadedas propriedades, preservando, contudo, os impactos desta na dimensão ambiental, econômica, social e cultural. Propõeuma adaptação dos processos tecnológicos que mantenham a sustentabilidade deste meio, e chama a atenção para opapel que as políticas públicas desempenham na viabilização de tal proposta. Aborda a dimensão da responsabilidadesocial, evidenciando que ser familiar nem sempre é um atributo para uma gestão ética, sendo necessários esforços neste sentido. Conclui-se que embora detenha peculiaridades, essa agricultura só poderá contribuir para o desenvolvimento sustentável caso seja analisada de forma integrada aos sistemas mais amplos. Coloca como uma alternativa produtiva as lógicas predominantes do mercado.Palavras-chave: Agricultura familiar, desenvolvimento sustentável, interdisciplinaridade.FAMILY FARMING AND SUSTAINABLE COEXISTENCE WITH AN INTERDISCIPLINARY PERSPECTIVEAbstract: This text proposes a dialogue between family farming and sustainable development. It is a theoretical studyabout the kind of work in rural areas and the need for its reorganization, thus preserving the solidarity dimension and, atthe same time, enabling the appropriation of technologies which enhance the productivity of the properties and preservesthe impacts of this environmental, economic, social and cultural dimension. It proposes an adaptation of technologicalprocesses which maintain the sustainability of this environment and it draws the attention to the role that public policies playin the viability of such a proposal. It approaches the dimension of social responsibility, and it puts forward that being familiaris not always an attribute for an ethical management. Efforts, in this regard, are needed. It is concluded that, although thisagriculture has its peculiarities, it can contribute to sustainable development, in case it is examined when it is integrated tobroader systems. It presents as a productive alternative the logical practices which prevail in the market.Key words: Family farming, sustainable development, interdisciplinary.

Palavras-chave


Agricultura Familiar; Desenvolvimento Sustentável; Interdisciplinaridade.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)