SUPEREXPLORAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO, CRISE MUNDIAL E GOLPE DE ESTADO NO BRASIL

Terçália Suassuna Vaz Lira

Resumo


Este estudo trata de analisar a superexploração da força de trabalho nas economias periféricas dependentes e o atual cenário de crise mundial e como estes vêm implicar na crise política e no golpe de Estado no Brasil. Busca através de uma revisão da literatura, se debruçar sobre a teoria marxista da dependência visando a identifi cação dos condicionantes que permitam explicar os atuais retrocessos que vêm se processando no cenário latino-americano em que se destaca o golpe no Brasil. Aponta que a superexploração da força de trabalho no cenário atual está ligada ao processo de valorização do capital fi nanceiro e seus maiores impactos serão sentidos nas economias dependentes no sentido de pressioná-las a redefi nir sua ordem econômica, política e trabalhista visando a atender às determinações do capitalismo global.
Palavras-chave: Superexploração da força de trabalho, crise mundial, golpe de estado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2178-2865.v22n2p903-922

Direitos autorais 2019 Revista de Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Pol. públ.

ISSN 2178-2865 (online)