Wright Mills e a sociologia do conhecimento: pragmatismo e interacionismo simbólico

Diogo Valença de Azevedo Costa

Resumo


O sociólogo norte-americano C. Wright Mills (1916-1962) é geralmente conhecido pelos seus estudos sobre estratificação social, elites, classes médias, líderes sindicais e a estrutura de poder nos Estados Unidos. A sua produção teórica de caráter sociológico e de fortes afinidades com a reflexão filosófica
foi pouco debatida aqui no Brasil. No entanto, o início de sua trajetória acadêmica se caracteriza justamente por um trabalho de cunho epistemológico no campo da sociologia do conhecimento, a tese de doutorado defendida em 1942 sob o título A sociological account of pragmatism: an essay on the
sociology of knowledge. O propósito do presente artigo será o de debater esse trabalho seminal, apresentando as afinidades entre a perspectiva sociológica de Mills, o pragmatismo norte-americano e o interacionismo simbólico da Escola de Chicago.


Palavras-chave


Wright Mills; Sociologia do Conhecimento; Pragmatismo; Interacionismo Simbólico

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2236-9473.v14n27p241-266

Direitos autorais 2018 Revista Pós Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REPOCS

ISSN 2236-9473 (online)

ISSN 1983-4527 (impresso)