AS DISPUTAS E CONVERGÊNCIAS DAS ELITES BRASILEIRAS DIANTE DA CRISE FINANCEIRA DE 2009: conseqüências empíricas e analíticas

Roberto Grün

Resumo


A crise financeira recente permite observar alguns pontos normalmente não evidentes tanto da anatomia quanto da dinâmica das sociedades contemporâneas, pondo em relevo a produção de sentido não só sobre a sua atividade econômica, mas também sobre os seus dilemas mais gerais. No presente texto tento demonstrar essa virtualidade empírica e analítica a partir de uma análise cronológica dos impactos da crise no Brasil do final do governo Lula (2009-10).

Palavras-chave: Sociologia das finanças. Crise financeira. Elites. Guerra cultural.

ABSTRACT

The recent financial crisis allows us to lay eyes over aspects usually not evident in contemporary society’s anatomy and dynamics, exposing the production of meaning not only about its economic activities but also about its more general dilemma. This paper attempts to demonstrate this empiric and analytic virtuality trough a chronological analysis of the crisis impacts  in Brazil at the end of President Lula’s term.

Keywords: Sociology of finances. Financial crisis. Elites. Cultural war.


Palavras-chave


Elite; Política; Ciência Política; Poder; Crise Financeira; Cultura; Finança

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2011 Revista Pós Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REPOCS

ISSN 2236-9473 (online)

ISSN 1983-4527 (impresso)