Escola, a luta de classes recuperada

Christian Baudelot, Roger Establet

Resumo


O artigo de Christian Baudelot e Roger Establet, Escola, a luta de classes recuperada, evidencia a atualidade das análises desenvolvidas por Pierre Bourdieu sobre o tema da escola e das desigualdades sociais. Para
os autores, a publicação de Os Herdeiros, em 1964, por Pierre Bourdieu e Jean-Claude Passeron, transformou a educação - na França - tanto em um objeto científico quanto em um problema social. Ao questionarem valores caros ao sistema escolar francês, tais como os de liberdade, igualdade e fraternidade, herança de seu protagonismo na fundação da IIIa República, Bourdieu e Passeron reclamaram o estudo da escola para além de suas representações
espontâneas e ideológicas. Segundo Baudelot e Establet, o conjunto teórico elaborado por Bourdieu, desde Os Herdeiros, também afinado em análises posteriores sobre a temática da educação, ganha força analítica nos dias atuais, ainda que tenham se passado quarenta anos de profundas mudanças nos sistemas de organização e ensino escolares daquele país.


Palavras-chave


Pierre Bourdieu; Escola; Capital cultural; Desigualdades escolares e sociais; Luta de classes

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista Pós Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

CHAMADAS/CALLS FOR PAPERS
DOSSIÊ: As defesas dos bens comuns em tempos de crises socioambientais.

Mais informações

DOSSIÊ: Etnografias hoje: 100 anos de Argonautas do Pacífico Ocidental.
Mais informações