Leonor Castellano: uma voz feminina na imprensa paranaense

Nincia Cecilia Ribas Borges Teixeira

Resumo


Escrever sobre a história das mulheres no Paraná significa pensar o sujeito mulher produzido em meio
a tensões e contradições que se estabelecem em diferentes épocas, espaços e sociedades, além de desvendar
as relações entre a mulher e o grupo, procurando mostrar que ela, como ser histórico-social,
articula-se com os indivíduos, o corpo social, o mundo. A pesquisa promove um estudo da atuação
de Leonor Castellano tendo como fonte principal a imprensa periódica e faz levantamento acerca da
representação feminina salientando o processo de transformação que ocorre na sociedade paranaense
durante o período estudado. Visamos contribuir para com os estudos relativos à História da Imprensa
Paranaense e da História das Mulheres Paranaenses, no início de século XX, pretendemos discutir a
construção do empoderamento feminino no cotidiano social veiculado por tais publicações.


Palavras-chave


Imprensa paranaense. Leonor Castellano. Representação feminina.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Marialva. Percursos do olhar. Niterói: EdUFF, 2007.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero. Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro:

Civilização Brasileira. 2003.

CATTELAN, J.C. “Matrix!? “In : R. BARONAS e M.R.GREGOLIN (Orgs.).

Análise do Discurso: as materialidades de sentido , 2ª ed. São Paulo, Editora Claraluz, p. 83-94.

CASTELLANO. Leonor. Página Literária. Curitiba: Jornal Gazeta do Povo, 1924, janeiro, n. 1472.

Imprensa Moderna, 1933.

CASTELLANO, Leonor (1924). Página Literária. Curitiba: Gazeta do Povo, fevereiro, n. 1489.

CONNELL, Robert W. Políticas de masculinidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva. Educação e Realidade

– 20 (2): p. 185 – 206 jul/dez. 2002.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. São Paulo: EDUSC, 2001.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis,

Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

NORA, Pierre. Entre história e memória: a problemática dos lugares. Revista Projeto História. São

Paulo, v. 10, p. 7-28, 1993.

PÊCHEUX, M. & FUCHS, C. “A propósito da Análise Automática do Discurso :Atualização e perspectivas.”

In GADET, F. & HAK, T. (org.) Por uma análise automática do discurso. Uma introdução

à Obra de Michel Pêcheux. Campinas: Unicamp, 1997.

ORLANDI, Eni. Discurso fundador. Campinas: Pontes, 1993.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart. “A mídia e o lugar da história”. In: HERSCHMANN, Micael; PEREIRA,

Carlos Alberto Messeder. Mídia, Memória & Celebridades. 2ª ed. Rio de Janeiro: E-Papers

Serviços Editoriais, 2005.

TRINDADE, Etelvina Maria de Castro. Clotildes ou Marias: Mulheres de Curitiba na primeira república.

Curitiba: Farol do Saber, 1996.

ZOMER, Lorena. História de uma “boa feminista”: trajetória intelectual de Leonor Castellano em

Curitiba, 1924-1967. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de

Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Interdisciplinar em Cultura e Sociedade

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES, DIRETÓRIOS:

Thumbnail

VISITANTES NO MUNDO DA REVISTA INTERDISCIPLINAR EM CULTURA E SOCIEDADE: