APRENDENDO A CUIDAR: uma experiência de curso preparatório para mães principiantes

Emilene Leite de Sousa, Maria Neyrian de Fatima Fernandes

Resumo


Este artigo tem por objetivo o relato da experiência do curso de extensão de curta duração intitulado Aprendendo a Cuidar: curso preparatório para mães principiantes, cuja finalidade compartilhar os conhecimentos a respeito dos cuidados com a gravidez, o parto e o recém-nascido para primigestas. A proposta nasceu da percepção da ausência desse tipo de curso preparatório em Imperatriz, Maranhão. Considerando a importância dos cuidados com a criança nos primeiros meses de vida e os impactos que este período tem sobre sua qualidade de vida, o Grupo de Estudos Educação, Cultura e Infância/GECI-CNPq em parceria com o curso de Enfermagem, ofereceu um curso preparatório para mulheres primigestas, tomando como protagonistas o próprio público alvo, suas angústias, inquietações e anseios. Promoveu-se trocas de experiências a partir de rodas de discussão com estudantes de enfermagem, além de profissionais diversos com o fim de promover educação em saúde. Os procedimentos adotados no cursoe os temas que o orientaram são apresentados neste artigo à luz de referencial teórico apropriado.

Palavras-chave: Educação em Saúde. Gravidez. Recém-nascido.


Palavras-chave


Educação em Saúde. Gravidez. Recém-nascido.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, E. V. G. Estudo dos antecedentes perinatais de mães adolescentes em Buenópolis/Minas Gerais. Revista de Enfermagem Centro Oeste Mineiro. v. 3, n.4, p. 1300-1309, set/dez. 2014.

ARAÚJO, C. E.; et al. Aspectos psicossociais de puérperas com transtornos psíquicos. Revista Enfermagem, v. 9, n. 53, p.24-28, set/out. 2009.

BARROS, S.M.O. Enfermagem no ciclo gravídico-puerperal. Barueri, São Paulo: Manole, 2006.

BRASIL. Parto, aborto e puerpério: assistência humanizada à mulher. Ministério da Saúde, Brasília, 2001.

BRASIL. Política Nacional de Atenção Integral da Saúde do Homem (PNAISH). Ministério da Saúde, Brasília, 2009.

CARNEIRO, M.S et al. Dimensões da saúde materna na perspectiva das representações sociais. Revista Mineiro de Enfermagem, v.17, n.2 p. 46-453, 2013.

COSTA, D. B. Estudo sobre a sexualidade dos adolescentes de um a escola pública de Imperatriz/MA. Pesquisa em Foco, v. 16, n.1, p. 62-76, 2008.

DESENVOLVIMENTO, Programa das Nações Unidas Para O (PNUD). Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2016.

FIGUEIREDO, D.R et al. Saúde Bucal do Recém-Nascido na Maternidade: Expectativas de

Puérperas e Profissionais da Saúde. Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clinica Integrada: PBOCI. João Pessoa, v.13, n. 4, p.315-21, out./dez., 2013.

LEITE, M. G. et al . Sentimientos derivados de la maternidad: revelaciones de un grupo de mujeres embarazadas. Psicologia estudos, Maringá , v. 19, n. 1, p. 115-124, Mar. 2014. Disponível em: . acesso em 03 Feb. 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1413-7372189590011.

LOPES, K.D.C.L et al. Dificuldades nos cuidados ao recém-nascido: realidade de puérperas primípira. Revista de Saúde Pública de Santa Catarina. Florianópolis, v.8, n. 3, p. 19-33, 2015.

MIRANDA, D.B. Do imaginário ao real: mitos e medos acerca do parto normal. Tempus, actas de saúde coletiva Brasília, v.8, n.3, p. 95-108, set, 2014.

MIRANTE, TV (Imperatriz) (Ed.). Gravidez na adolescência preocupa autoridades em Imperatriz. G1 Maranhão. Imperatriz, p. 1-2. 11 maio 2013. Disponível em: . Acesso em: 18 maio 2015.

MONTENEGRO, C.A.B.; REZENDE, J.F. Obstetrícia Fundamental, 13 ed,. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.

MOREIRA, T.M.M. et al. Conflitos vivenciados pelas adolescentes com a descoberta da gravidez. Revista da Escola de Enfermagem USP, São Paulo,v. 42, n. 2, p. 312-320. 2008.

NASH, M. Picturing mothers: a photovoice study of body image in pregnancy. Health Sociology Review, v. 23, no. 3, p. 242-253, 2014.

PIAGET, J. A Evolução Intelectual da Adolescência à Vida Adulta. Trad. Fernando Becker e Tania B.I. Marques. Porto Alegre: Faculdade de Educação, 1993.

RÄISÄNEN, S. et al. Fear of childbirth predicts postpartum depression: a population-based analysis of 511 422 singleton births in Finland. BMJ Open. v. 013, n. 3. 2013. Disponível em: < http://bmjopen.bmj.com/content/3/11/e004047.full.pdf>. Acesso em: 04 de março de 2016.

RAPPAPORT, C.R.; FIORI, W.R.; HERZBERG, E. Psicologia do desenvolvimento - A infância inicial: o bebê e sua mãe. São Paulo: EPU, v.2, 2014.

RICCI, S.S. Enfermagem Neo-natal: Saúde da Mulher. 3ª ed. Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2015

SILVA, J.S.; MIRANDA, F.S.M.P. Dos Direitos do Nascituro. Revista Eletrônica Direito, Justiça e Cidadania, v. 2, n. 1. 2011.

SHIMIZU, H.E.; LIMA, M.G. As dimensões do cuidado pré-natal na consulta de enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem. v. 62, n. 3, p. 387-392, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Interdisciplinar em Cultura e Sociedade

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2447-6498

INDEXADORES, DIRETÓRIOS:


    


  Directory of Open Access Journals      Thumbnail



 Curso OJS3 para Editor Gerente: Indexação pelo Google Schoolar    LatinREV - LatinREV updated their cover photo. | Facebook    Pedagogia na Essência: Você já conhece o Portal de Periódicos - Capes?


VISITANTES NO MUNDO DA REVISTA INTERDISCIPLINAR EM CULTURA E SOCIEDADE: