IMPACTOS DO TREINAMENTO INTERVALADO DE ALTA INTENSIDADE DE CURTA E LONGA DURAÇÃO EM ADULTOS JOVENS

Arthur Jorge Siqueira Neto, Yára Juliano, Neil Ferreira Novo, Túlio Konstantyner, Marco Antonio Zonta, Carlos Pereira Araújo de Melo, Carolina Nunes França

Resumo


INTRODUÇÃO: O treinamento intervalado de alta intensidade é caracterizado por períodos curtos de exercícios muito intensos, e ainda há poucas evidências que determinem diferenças nos resultados obtidos com os diferentes tempos de duração desse tipo de treinamento. OBJETIVO: Avaliar o impacto do treinamento intervalado de alta intensidade de curta e longa duração em adultos jovens. MÉTODOS: Ensaio clínico controlado com 44 universitários, que foram divididos em três grupos: Grupo 1 (controle), Grupo 2 (curta duração) e Grupo 3 (longa duração), sendo que os grupos 2 e 3 realizaram quatro minutos de exercícios com 8 séries de 20 segundos e diferenciando-se apenas nas pausas de 10 segundos (passiva) e 90 segundos (ativa/corrida). Foram realizados testes para avaliar a capacidade aeróbia e o volume máximo de oxigênio estimado (VO2máx) e resistência muscular de flexão de braços e abdominal, além de testes de composição corporal e coletas de sangue para análise do perfil lipídico, tanto no basal quanto ao final do estudo. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos quanto as variáveis composição corporal, flexão de braços, flexão abdominal e VO2máx estimado. Entretanto, houve maior distância percorrida pelo grupo 3 no teste de Cooper (Teste de Kruskal-Wallis, p = 0,04). CONCLUSÕES: Os treinamentos intervalados de alta intensidade de curta e longa duração proporcionaram melhor performance dos participantes no Teste de Cooper. Esse achado suscita a importância desta estratégia de treinamento para melhorar a resistência aeróbica de adultos jovens.


Palavras-chave


treinamento intervalado de alta intensidade; estudantes; exercício

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)