CONDIÇÕES SENSÍVEIS À ATENÇÃO PRIMÁRIA EM HOSPITAL DE REFERÊNCIA PEDIÁTRICA NO MARANHÃO / AMBULATORY CARE SENSITIVE CONDITIONS IN A PEDIATRIC REFERRAL HOSPITAL IN MARANHÃO

Raquel Castro Desterro e Silva Moreira Lima, Mônica Elinor Alves Gama, Roberto Desterro e Silva Moreira Lima

Resumo


Introdução: As Condições Sensíveis à Atenção Primária (CSAP) são um excelente indicador da efetividade dessa atenção. Objetivo:
Analisar as internações no setor de pediatria de um Hospital Universitário no Maranhão, em 2012, em estudo descritivo e
retrospectivo. Métodos: Dados de prontuários de pacientes até 16 anos e 11 meses de idade foram avaliados pelo software IBM
SPSS Statistics 20, tendo como parâmetro a Lista Brasileira de CSAP. Para frequências de CSAP por faixa etária aplicou-se teste de
2 x de aderência, com 5% de significância. Resultados: Das 506 internações, 17% foram por CSAP, 51% do sexo masculino e 36%
da faixa etária de 1 a 4 anos; 50% eram residentes na capital do estado e 65,1% em zona urbana; em 57% dos municípios de residência
não havia Unidade Básica de Saúde da Família. A média do tempo de internação foi 23,2 dias. O grupo CSAP mais frequente
foi o das pneumonias (25,5%). Conclusão: As internações por CSAP mais frequentes foram Pneumonias e Infecções nos rins e
trato urinário e a faixa etária com mais internações foi a de 1 a 4 anos, sendo semelhantes a outros estudos e são um alerta para
a investigação dos determinantes da população e para melhorias na Atenção Primária.

Palavras-chave: Atenção Primária. Condições Sensíveis à Atenção Primária. Hospitalização.


Abstract
Introduction: The Ambulatory Care Sensitive Conditions (ACSC) are an excellent indicator of the effectiveness of this care.
Objective: It was analyzed hospitalizations in the pediatric sector of a University Hospital in Maranhão in 2012, in a descriptive
and retrospective study. Methods: Secondary data, collected in medical records of patients of up to 16 years old, were analyzed
by IBM SPSS Statistics 20 software, classified according to Brazilian List of ACSC. To analyze frequencies of ACSC among age
2 groups was applied x test of adherence and 5% of significance. Results: Among 506 hospitalizations, 17% were by ACSC, male
sex (51%) and age 1 to 4 years old (36%); 50% were resident on the capital of state and 65,1% were from urban areas; and 57%
did not have support of Family Health Strategy. Mean hospitalization time was of 23,2 days. The most frequent ACSC group was
pneumonias (25,5%). Conclusion: The hospitalizations by ACSC the most frequent groups were Pneumonias and Kidney and
urinary tract infections and the age range with more hospitalizations was 1 to 4 years, being similar to other studies and are an
alert for investigation of the determinants of the population and for improvements in Primary Care.

Keywords: Primary Health Care. Ambulatory Care Sensitive Conditions. Hospitalization.


Palavras-chave


Atenção Primária. Condições Sensíveis à Atenção Primária. Hospitalização.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)