CARACTERÍSTICAS E OCORRÊNCIAS DAS QUEDAS EM IDOSOS RESIDENTES EM SÃO LUÍS, MARANHÃO / FALL CHARACTERISTICS AND OBSERVATIONS IN SÃO LUÍS ELDERLY RESIDENTS, MARANHÃO, BRAZIL

Samya Pinheiro Araújo, Jean Richard Pereira Maia, José Newton Lacet Vieira, Karla Virginia Bezerra de Castro Soares, Rosane da Silva Dias

Resumo


Introdução: A instabilidade postural e as quedas fazem parte das síndromes geriátricas que englobam as alterações de saúde mais comuns nos idosos. Objetivo: Analisar as características e a ocorrência das quedas, em pessoas idosas, residentes no município de São Luís (MA). Métodos: Estudo analítico, transversal, realizado com idosos a partir de 60 anos, no período de maio de 2012 a março de 2013. A abordagem aos idosos foi feita por meio de entrevista domiciliar, tomando-se como base o domicílio como unidade amostral. Resultados: A prevalência de queda foi de 43%. O maior percentual ocorreu em mulheres (79,0%). O medo de cair foi referido por 77,1% dos entrevistados. Entre os que caíram 58,0% tiveram como consequências dor, ferida superficial ou contusão. O hospital público foi o local mais procurado para atendimento. Conclusões: Foi possível observar que a prevalência de queda é alta e que é mais frequente em idosas. O medo da queda foi referido pela maioria dos idosos, independente de terem caído ou não. Dor, feridas superficiais e contusões foram as consequências mais frequentes, seguidas das fraturas. O serviço público de saúde foi o mais procurado para o atendimento dos idosos.

Palavras-chave: Saúde Pública. Envelhecimento. Acidentes por quedas.

Abstract
Introduction: Postural instability and falls are part of geriatric syndromes that include the most common health changes among the elderly. Objective: To analyze fall characteristics and occurrence in elderly people living in the city of São Luís, Maranhão, Brazil. Methods: analytical, cross-sectional study conducted among seniors from 60 years old in the period from May 2012 to March 2013. The approach was made through household interview, taking the household as the sampling unit basis. Results: Fall prevalence in the study samples was of 43%. The highest percentage occurred with females (79%). Fear of falling was present in 77.11% of samples. Among those who fell, 58% had pain, superficial wound or bruise consequences. After a fall, public hospitals were the most popular place to be treated. Conclusions: It was observed that fall prevalence is high and more common with elderly women. Elderly's majority, regardless of whether or not they had fallen, reported to fear falling. Pain, superficial wounds and contusions appeared as the most frequent consequences, followed by fractures. The public health service was the most sought place for treatment.

Keywords: Public Health. Aging. Accidental Falls.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)