ABORDAGEM CRÍTICA SOBRE AS TERAPIAS DE ESTIMULAÇÃO DO FLUXO SALIVAR (TEFS) / CRITICAL APPROACH TO SALIVARY STIMULATION THERAPIES

Nielsen Barros Sousa, Heloíza Viana Freitas, Lauber José dos Santos Almeida Junior, Fernanda Ferreira Lopes, Maria Carmen Fontoura Nogueira da Cruz

Resumo


Introdução: Alterações sistêmicas e uso de medicamentos podem causar hipossalivação, gerando desconforto e aumentando a suscetibilidade a processos infecciosos. Objetivo: Analisar a influência de alterações funcionais e sistêmicas na diminuição do fluxo salivar e condutas terapêuticas a serem utilizadas na resolução do problema. Métodos: Pesquisa bibliográfica executada a partir dos termos: “patologia e glândulas salivares”, “doenças sistêmicas e hipossalivação”, “xerostomia, diagnóstico e tratamento”. Conclusão: Pode-se verificar que há diversas técnicas de tratamento para debelar os sintomas da diminuição do fluxo salivar, porém a indicação para cada terapia depende da causa e da severidade da hipossalivação.

Palavras-chave: Saliva. Glândulas salivares. Xerostomia. Salivação.

Abstract
Introduction. Systemic changes and use of medications may cause hyposalivation that causes discomfort and increases susceptibility to infectious processes. Objective. To analyze the influence of functional and systemic changes in the decrease of salivary flow as well as therapeutic procedures to be used for solving the problem. Methods. We performed a literature search using the terms: “pathology and salivary glands”, “systemic diseases and hyposalivation”, “Xerostomia, diagnosis and treatment”. Conclusion: We noted that there are several processing techniques to overcome the symptoms of reduced salivary flow, but the indications for each therapy depends on the cause and severity of hyposalivation.

Keywords: Saliva. Salivary glands. Xerostomia. Salivation.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2014 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)