MORTALIDADE DE MULHERES EM IDADE FÉRTIL DE 2002 A 2011 EM SÃO LUÍS, MARANHÃO / MORTALITY OF WOMEN IN FERTILE AGE FROM 2002 TO 2011 IN SÃO LUIS, MARANHÃO, BRAZIL

Vicenilma de Andrade Martins, Herikson Araujo Costa, Rosângela Fernandes Lucena Batista, Lívia dos Santos Rodrigues, Luciana Cavalcante Costa, Raimunda Nonata Vieira da Silva, Ana Cleide Vasconcelos de Sousa, Adriana Sousa Rêgo

Resumo


Introdução: Segundo a definição internacional, mulher em idade fértil é aquela que se encontra na faixa etária de 15 a 49 anos, porém no Brasil, considera-se mulher em idade fértil aquela entre 10 a 49 anos. As estatísticas de mortalidade constituem valiosas fontes de informações, gerando importantes parâmetros para medir o nível de saúde. Objetivo: Caracterizar as causas de morte entre mulheres em idade fértil residentes no município de São Luís (MA), entre os anos de 2002 a 2011. Métodos: Tratase de um estudo descritivo retrospectivo. Os dados foram coletados pelo Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), na base de dados DATASUS utilizando a Declaração de Óbito, onde foram extraídas as variáveis idade, raça/cor, estado civil e causa básica de acordo com a CID 10. Os dados foram processados e analisados utilizando os programas TABWIN e STATA 12. Resultados: Ocorreram 3.656 óbitos de mulheres em idade fértil em São Luís no período estudado. O ano de maior frequência foi 2011 com 422 óbitos. A faixa etária de maior ocorrência de óbito foi entre 40 a 49 anos (42,2%), raça/cor parda (57,6%), solteiras (63,9%), com 4 a 7 anos de estudo (27,7%). A principal causa básica dos óbitos foi neoplasia (24,7%), sendo dos órgãos genitais as principais (12,8%). Conclusão: Os óbitos ocorridos em mulheres com idade fértil foram mais frequentes na faixa etária entre 40 e 49 anos, pardas com escolaridade entre 4 a 7 anos de estudo. As causas básicas mais frequentes foram as neoplasias, seguidas das doenças do aparelho circulatório e causas externas de mortalidade. Dentre as neoplasias destacaram-se as neoplasias do aparelho genital, mamas e órgãos digestivos.

Palavras-chave: Óbitos. Mulheres. Fertilidade.

Abstract
Introduction: According to the international definition, women in the fertile age are those in the age group of 15-49 years. However, women are fertile in Brazil between 10 to 49 years of age. Mortality statistics are valuable sources of information that creates important parameters to measure the level of health. Objective: To describe the causes of death among women in fertile age between the years 2002-2011 in São Luís, Maranhão, Brazil. Methods: This was a retrospective, descriptive study. The data were collected through the Mortality Information System (SIM) in the Datasus database using death certificate, where we extracted the variables such as age, race/ethnicity, marital status and underlying cause according to ICD 10. Data were processed and analyzed using the STATA 12 and TABWIN software. Results: There were 3,656 deaths of women in reproductive age in São Luis during the study period. In 2011 was the year with the highest frequency of deaths, 422. The highest rates of deaths occurred in women with 40 to 49 years of age (42.26 %), brown race/color (57.69 %), unmarried (63.95 %) and with 4-7 years of education (27.77 %). The main cause of death was neoplasm (24.7 %), being the genital organs the most affected (12.8%). Conclusion: The deaths in women of reproductive age were more frequent in the age group between 40 and 49 years being brown with 4 to 7 years of education. The most common underlying causes were neoplasms, followed by the circulatory system and external causes of mortality. Among the neoplasms, the genital organs, breast and digestive organs were the most affected.

Keywords: Death. Women. Fertility.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2014 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)