PERFIL CLÍNICO DE PACIENTES COM DOENÇA HIPERTENSIVA ESPECÍFICA DA GESTAÇÃO EM UMA UTI GERAL ADULTO DO ESTADO DO MARANHÃO / CLINICAL PROFILE OF PATIENTS WITH SPECIFIC HYPERTENSIVE DISEASE OF PREGNANCY IN A GENERAL ADULT ICU IN THE STATE OF MARANHÃO, BRAZIL

Alexandre Augusto Gomes Alves, José Albuquerque de Figueiredo Neto, Bismarck Ascar Sauaia, Naíme Diane Sauaia Silva, Maria Bethânia da Costa Chein, Rosângela Maria Lopes de Sousa, Dalete Jardim Padilha, Andressa da Silva Alves Cantadori, Luciane Maria Oliveira Brito

Resumo


Introdução: A Doença Hipertensiva Específica da Gestação (DHEG) complica de 7% a 9% das gestações. Esta patologia é variável em sua apresentação clínica, algumas vezes manifestando-se com leves aumentos na pressão arterial, outras vezes como doença suficientemente grave para envolver vários órgãos ou sistemas. Juntamente com a eclampsia, a Doença Hipertensiva Específica da Gestação é responsável de modo substancial pelo aumento da morbimortalidade em pacientes obstétricas. Objetivo: Descrever o perfil clínico, epidemiológico e obstétrico de puérperas com DHEG em uma UTI no município de São Luís (MA). Métodos: Realizou-se estudo observacional descritivo e retrospectivo em 58 puérperas de 2005 a 2008. Analisaram-se variáveis sociodemográficas, clínicas, obstétricas, procedimentos invasivos, complicações, evolução e desfecho. Resultados: Houve maior prevalência de mulheres com 15 a 25 anos (69%), pardas (50%), solteiras (55,2%), com ensino fundamental completo (44,8%) e renda menor que um salário mínimo (69%). Apresentaram convulsão (36,2%); sem pré-natal (60,3%) e 51,7% eram primíparas. Procedimentos invasivos: acesso venoso profundo (45%), ventilação mecânica (37,9%), hemodiálise (12%). As complicações mais frequentes foram eclampsia (36,2%), hemorragia grave (20,1%), edema agudo de pulmão (20,1%) e HELLP síndrome (12,1%). A taxa de óbitos foi de 10,3%. Conclusão: a Doença Hipertensiva Específica da Gestação foi uma importante causa de morbimortalidade em puérperas, a manifestação clínica mais comum foi convulsão; a maioria das mulheres não teve acompanhamento pré-natal adequado, eram primíparas, destacando-se a necessidade de melhor pré-natal e detecção precoce das complicações para redução da mortalidade.

Palavras-chave
: Gravidez. Hipertensão. Perfil de saúde.

Abstract

Introduction: The specific hypertensive disease of pregnancy (SHD) complicates 7% to 9% of pregnancies. This disorder is variable in its clinical presentation being sometimes manifested with mild increases in blood pressure and in others as a severe disease that may affect multiple organs or systems. Like Eclampsia, hypertension is responsible for substantially increased morbidity and mortality in obstetric patients. Objective: To describe the epidemiologic, clinical and obstetric profile of women with SHD in the puerperium admitted in a general ICU in the city of São Luís, Maranhão, Brazil. Methods. We performed a descriptive, retrospective and observational study in fifty-eight women in the puerperium between 2005 to 2008. We analyzed socio-demographic, obstetric and clinical variables as well as invasive procedures, complications, evolution of patients and outcome. Results. There was the highest prevalence of women between 15 to 25 years of age (69%). Most of them were mulatto (50%) and single (55.2%). In 44.8% had complete elementary school and earning less than a minimum wage (69%). Most of them also presented convulsion (36.2%), without prenatal (60.3%) and 51.7% were primiparous. Among the invasive procedures we found the deep venous access (45%), mechanical ventilation (37.9%) and hemodialysis (12%). The most frequent complications were eclampsia (36.2%), severe hemorrhage (20.1%), acute pulmonary swelling (20.1%) and HELLP syndrome (12.1%).The death rate was 10.3%. Conclusion: SHD was an important cause of morbidity in puerperal women. The most common clinical manifestation was convulsion and most women did not have adequate prenatal care and were primiparous. This emphasizes the need for better prenatal and early detection of complications for reducing mortality.

Keywords: Pregnancy. Hypertension. Health profile.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2014 Revista de Pesquisa em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Rev Pesq. Saúde

ISSN 2236-6288 (online)

ISSN 2179-6238 (impresso)