A INFLUÊNCIA DO CLIMA ORGANIZACIONAL SOBRE O TRABALHO DE UM SETOR PÚBLICO

Maria do Carmo Leite Ribeiro, Luis Roberto Sousa Mendes

Resumo


Nas últimas décadas, conhecer o comportamento humano passou a ser um determinante para o sucesso ou o fracasso das organizações. Por isso, este estudo busca construir um embasamento teórico-conceitual sobre a avaliação de clima organizacional como ferramenta de gestão capaz de fomentar o desenvolvimento de ações no setor público federal. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, que, a partir do referencial teórico sobre o tema abordado, realiza uma pesquisa de campo num setor público. Por meio de questionário estruturado, baseado em indicadores propostos por Ricardo Luz (2003), e distribuído aos integrantes das equipes de trabalho de uma unidade administrativa vinculada a uma instituição federal de ensino de Minas Gerais, investiga-se o modo como esses funcionários avaliam o clima organizacional na Unidade onde exercem suas atividades laborais, ou seja, investiga as percepções desses funcionários sobre o ambiente de trabalho da referida Unidade. Concluiu-se que, dentre os resultados obtidos na pesquisa, os indicadores “envolvimento e comprometimento” e “trabalho realizado” foram os mais propícios a um clima organizacional favorável, uma vez que grande parte dos respondentes demonstrou ter comprometimento e afinidade com o trabalho que executa. Por outro lado, nos indicadores, “treinamento e desenvolvimento da carreira”, “planejamento organizacional” e “equipes de trabalho” muitos respondentes demonstraram indiferença em algumas das sentenças apresentadas.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Revista Húmus

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2236-4358