Cinema na Educação: um olhar a partir da categoria gênero

Fabiana Lima de Lima Leite, José de Souza Miguel Lopes

Resumo


Este artigo busca uma interseção entre Cinema, Educação e Gênero, sobretudo considerando a aprovação da Lei 13.006/14, que determina a exibição de cinema nas escolas públicas e as resistências em incorporar a perspectiva da educação em gênero nas escolas a partir de 2014, com o Plano Nacional de Educação. Estudos são trazidos ao texto para elucidar como a prática escolar historicamente perpetua e reproduz uma cultura dominante sexista e, a partir de um diálogo com a teoria fílmica feminista, sustentamos a hipótese-cinema como dispositivo insurgente capaz de contribuir para processos educativos pautados pela emancipação e equidade de gênero.

Palavras-chave: Educação. Cinema. Mulheres. Feminismo.

 

Movies in education: a look from the gender category

ABSTRACT

This article seeks an intersection between Movies, Education and Gender, especially considering the approval of Law 13.006/2014, which determines the exhibition of movies in public schools and the resistance to incorporate the perspective of gender education in schools from 2014, with the National Education Plan. Studies are presented in the text to show how the school reproduces a dominant sexist culture and, from a dialogue with feminist fi lm theory, we support the cinema-hypothesis as an insurgent device capable of contributing to educational processes guided by emancipation and gender equity.

Keywords: Education. Movies. Women. Feminism.

 

Cine en la educación: Una mirada desde la categoría género

RESUMEN

Este artículo busca una intersección entre Cine, Educación y Género, sobre todo considerando la aprobación de la Ley 13.006/14, que determina la exhibición de películas en las escuelas públicas y las resistencias en incorporar la perspectiva de la educación en género en las escuelas a partir de 2014, con el Plan Nacional de Educación. Se acude a estudios en el texto para elucidar como la práctica escolar históricamente perpetúa y reproduce una cultura dominante sexista y, a partir de un diálogo con la teoría cinematográfi ca feminista, sostenemos la hipótesis-cine como dispositivo insurgente capaz de contribuir para procesos educativos pautados por la emancipación y equidad de género.

Palabras clave: Educación. Cine. Mujeres. Feminismo.


Palavras-chave


Educação. Cinema. Mulheres. Feminismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2358-4319.v10n4especialp100-123

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Educação e Emancipação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN online 2358-4319


FINANCIAMENTO

Agradecemos a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Estado do Maranhão (FAPEMA) pelo financiamento concedido para as publicações 2017/2019 - Edital Periódico nº 009/2017.

 

INDEXADORES E BASES DE DADOS

  Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación - México)

                       

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/817/1/azul.jpgDiretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

  

LATINDEXSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

  

 Directory of Open Access Journals

 

 

VISITANTE MUNDIAL