Paulo Freire e a educação popular em Timor-Leste: uma história de libertação

Samuel Penteado Urban

Resumo


Timor-Leste é considerada a primeira democracia a se estabelecer como tal no século XXI, sendo que seu passado foi marcado por invasões: Portugal (1515-1975), num primeiro momento e Indonésia (1975-1999) num segundo. Num primeiro momento, com o processo de colonização português, muito pouco se fez para Timor, principalmente ao que se refere a educação, sendo esta uma ação política. Com a invasão indonésia em 1975, após o curto período de independência, foi-se muito investido na construção de escolas, desde a educação infantil até o ensino superior, baseando-se no ensino ideologicamente integracionista. Internamente a luta pela restauração da independência, a Educação foi uma das armas para que assim Timor conquistasse a restauração da independência em 2002. Através da Frente de Timor-Leste Independente (FRETILIN), iniciouse um processo de Educação Popular que teve grande infl uência de Paulo Freire. Esse processo educativo, ligado à conscientização política, baseou-se no conhecimento cotidiano dos próprios educandos e num ensino contextualizado as necessidades da luta. Desta forma, pretendeuse realizar apontamentos acerca da Educação Popular em Timor-Leste, levando em conta a infl uência de Paulo Freire, utilizando-se de material relacionado à história da educação em Timor-Leste e Educação Popular em Timor-Leste, além de entrevistas realizadas com o Professor Dr. Antero Benedito da Silva e com o sr. Alberto, vice residente do movimento social do campo de Timor denominada União dos Agricultores de Ermera (UNAER).

Palavras-chave: Educação Popular. Paulo Freire. Timor-Leste.

Paulo Freire and popular education in East Timor: a history of liberation

ABSTRACT

East Timor is considered the fi rst democracy to be established as such in the twenty-fi rst century and its past is marked for invasions: Portugal (1515-1975) at fi rst and Indonesia (1975-1999) in a second. At fi rst, the process of Portuguese colonization, very little has been done to Timor, mainly education which is a political action. After Indonesian invasion in 1975, after the short period of independence, it was-very invested in the construction of schools, from kindergarten to higher education, based on the integrationist ideological education. During this process, internally the struggle for restoration of independence, education was one of the weapons so that Timor conquered the restoration of independence in 2002. Through the Front of Independent East Timor (FRETILIN), began a process of Popular Education which had great infl uence of Paulo Freire. This educational process, linked to political awareness, was based on the everyday knowledge of their own students and a teaching contextualized the fi ghting needs. Thus, the aim was to make notes about the Popular Education in East Timor, taking into account the infl uence of Paulo Freire, using material related to the history of education in East Timor and Popular Education in East Timor, and interviews with Professor PHD Antero Benedito da Silva and with Mr. Alberto, the vice president of the social movement of the countryside Farmers Union of Ermera (UNAER).

Keywords: Popular Education. Paulo Freire.East Timor.

Paulo Freire y la educación popular em Timor Leste: una historia de liberación

RESUMEN

Timor Oriental es considerada como la primera democracia que se establecerá como tal en el siglo XXI, y su pasado estuvo marcado por las invasiones: Portugal (1515-1975), en la primera e Indonesia (1975-1999) en un segundo. En un primer momento, el proceso de colonización portuguesa, muy poco se ha hecho para Timor, se refi ere principalmente a lo que la educación, que es una acción política. Con la invasión de Indonesia en 1975, después del breve período de independencia, se levanta muy invertido en la construcción de escuelas, desde preescolar hasta la educación superior, en base a la educación ideologicamente integracionista. Internamente, la lucha por la restauración de la independencia, la educación era una de las armas para que Timor conquistó la restauración de la independencia en 2002. A través del Frente de Timor Oriental Independiente (FRETILIN), se inició un proceso de educación popular que tuvo gran infl uencia de Paulo Freire. Este proceso educativo, vinculado a la conciencia política, se basó en el conocimiento cotidiano de sus propios estudiantes y una enseñanza contextualizada las necesidades de lucha. De este modo, se pretende llevar a cabo notas sobre la educación popular en Timor Oriental, usando el material relacionado con la Historia de la educación en Timor-Leste y Educación Popular en Timor Oriental, teniendo en cuenta la influencia de Paulo Freire, así como entrevistas con el profesor Dr. Antero Benedito da Silva y el Sr. Alberto, vice residente del campo de Timor movimento social denominado Unión de Agricultores Ermera (UNAER).

Palabras clave: la educación popular. Paulo Freire. Timor-Leste.


Palavras-chave


Educação Popular. Paulo Freire. Timor-Leste.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2358-4319.v10n1p76-100

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Educação e Emancipação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN online 2358-4319


FINANCIAMENTO

Agradecemos a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Estado do Maranhão (FAPEMA) pelo financiamento concedido para as publicações 2017/2019 - Edital Periódico nº 009/2017.

 

INDEXADORES E BASES DE DADOS

  Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación - México)

                       

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/817/1/azul.jpgDiretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

  

LATINDEXSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

  

 Directory of Open Access Journals

 

 

VISITANTE MUNDIAL