Proletariado e Emancipação

Rafael Rossi

Resumo


RESUMO


A emancipação humana, cada vez mais, por uma série de motivos tem se tornado um conceito tratado com pouca rigorosidade e muita deturpação. Entendemos que este debate é tratado com profundidade pela ontologia marxiana, pois passa a discuti-la com base no próprio movimento histórico e social da realidade objetiva. Nesse aspecto,
é preciso compreender a centralidade ontológica do trabalho e sua centralidade política, com intuito de contribuir para o resgate da perspectiva crítica e revolucionária do pensamento marxiano. Ao contrário do que muitos discursos disseminam o proletariado ainda é o sujeito revolucionário por excelência – porém não único – e isto deve ser debatido em amplos espaços perante todos aqueles comprometidos com a luta para além do capital e não dentro dos parâmetros de sua
lógica incontrolável e estruturalmente desigual.


Palavras-chave: Capital. Emancipação Humana. Proletariado. Trabalho.

ABSTRACT


Human emancipation, increasingly, for a number of reasons has become a concept treated with little rigor and much misrepresentation. We believe that this debate is discussed in depth by the Marxian ontology, as it starts to discuss it based on own historical and social movement of objective reality. In this aspect, one must understand the ontological
centrality of labor and its political centrality, in order to contribute to the rescue of the critical and revolutionary perspective of Marxian thought. Contrary to what many speeches spread the proletariat is still the revolutionary subject par excellence - but not only - and this should be discussed in open spaces in front of all those committed to the fight beyond the capital and not within the parameters of his uncontrollable and structurally antagonic logic.

Keywords: Capital. Human Emancipation. Proletariat. Labor.

RESUMEN


La emancipación humana, cada vez más, por una serie de razones se ha convertido en un concepto tratado con poco rigor y mucha distorsión. Creemos que este debate se discute en profundidad por la ontología marxista, ya que empieza a discutirla basado en el propio movimiento histórico y social de la realidad objetiva. En este respecto, hay que comprender la centralidad ontológica del trabajo y su centralidad política, con el fin de contribuir para el rescate de la perspectiva crítica
y revolucionaria del pensamiento marxista. Contrariamente a lo que muchos discursos propagan el proletariado sigue siendo el sujeto revolucionario por excelencia - pero no sólo - y esto debe ser discutido en amplios espacios delante de todos aquellos comprometidos con la lucha más allá del capital y no dentro de los parámetros de su lógica incontrolable y estructuralmente desigual. 


Palabras clave: Capital. Emancipación Humana. Proletariado. Trabajo.


Palavras-chave


Capital. Emancipação Humana. Proletariado. Trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18764/2358-4319.v9n1p103-121

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Educação e Emancipação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN online 2358-4319


FINANCIAMENTO

Agradecemos a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Estado do Maranhão (FAPEMA) pelo financiamento concedido para as publicações 2017/2019 - Edital Periódico nº 009/2017.

 

INDEXADORES E BASES DE DADOS

  Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación - México)

                       

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/817/1/azul.jpgDiretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

  

LATINDEXSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

  

 Directory of Open Access Journals

 

 

 Resultado de imagem para redib

VISITANTE MUNDIAL