O COTIDIANO DOS (AS) PROFESSORES (AS) DO ENSINO FUNDAMENTAL E A POSSIBILIDADE DA PRÁXIS EDUCATIVA NO PROCESSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA

Arinalda Silva Locatelli

Resumo


A pesqu

isa O cotidiano dos(as) professores(as) do ensino fundamental e a possibilidade da práxis no processo de formação continuada teve como principal objetivo analisar o cotidiano dos(as) professores(as) do ensino fundamental buscando sua relação com a práxis a partir do processo de formação continuada, realizada pelo Estado do Tocantins, no município de Tocantinópolis, no período de 2005 a 2007. Para tanto se fez inicialmente um resgate, numa perspectiva
histórica mais ampla das políticas educacionais implementadas a partir de 1990, pontuando as diretrizes e ações que marcaram esta década. Procurando-se afunilar um pouco mais o foco, traçou-se ainda, um breve panorama das políticas de formação docente no Brasil, para em seguida discutir-se as interferências no cotidiano docente a partir dos novos rumos no campo educacional. Um segundo passo fundamental foi a adoção de uma abordagem mais específica a respeito das categorias: cotidiano e práxis, articulandose estas duas categorias com as discussões sobre a possibilidade de
autoconsciência do sujeito. Por fim, fez-se uma ontextualização da escola (campo de pesquisa) sob os aspectos históricos e pedagógicos, destacando-se a formação continuada em Tocantinópolis no período de 2005 a 2007, seguida de uma caracterização dos sujeitos da pesquisa. Na sequência, analisamos os elementos constitutivos do cotidiano das professoras e o delineamento atual da formação continuada no referido município. Constata-se que é possível dizer que há uma relação de cotidiano e práxis na formação continuada
vivida pelas professoras da Escola Cristo Rei, mesmo que ainda não nos termos plenos do que esta relação significaria com base numa leitura mais dialética. Por isso, para se atingir este significado mais amplo, é de fundamental importância a defesa de uma formação continuada que realmente estabeleça uma continuidade na Revista Educação e Emancipação, São Luís/ MA, v.5, n.2, jul/dez. 2012 251 construção de conhecimentos necessários à reflexão crítica e de superação das condições alienantes do trabalho docente.


Plavras-chave: Cotidianao. Formação continuada. Políticas de
formação docente.


Palavras-chave


Cotidianao; Formação continuada; Políticas de formação docente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Educação e Emancipação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN online 2358-4319


FINANCIAMENTO

Agradecemos a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico do Estado do Maranhão (FAPEMA) pelo financiamento concedido para as publicações 2017/2019 - Edital Periódico nº 009/2017.

 

INDEXADORES E BASES DE DADOS

  Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (Instituto de Investigaciones sobre la Universidad y la Educación - México)

                       

http://diadorim.ibict.br/bitstream/1/817/1/azul.jpgDiretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras

  

LATINDEXSistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal

  

 Directory of Open Access Journals

 

 

 Resultado de imagem para redib

VISITANTE MUNDIAL