Notícias

DOSSIÊ TEMÁTICO - 2021

 

PRORROGADA ATÉ O DIA 28 DE JULHO A CHAMADA PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS À REVISTA EDUCAÇÃO E EMANCIPAÇÃO – DOSSIÊ TEMÁTICO 2021 – “EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS: SUJEITOS, CULTURAS E PRÁTICAS  EDUCATIVAS”

A Revista Educação e Emancipação informa que foi prorrogada a submissão de trabalhos para publicação, em edição dossiê temático - “ EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS: SUJEITOS, CULTURAS E PRÁTICAS  EDUCATIVAS”, v. 14, n.3, set./dez. 2021, até o dia 28 de julho de 2021. Esse dossiê será organizado pelos professores doutores  Luís Alcoforado (Universidade de Coimbra - Portugal), Marinaide Lima de Queiroz Freitas (UFAL) e Edinólia Lima Portela (UFMA).

A obrigatoriedade da existência de políticas públicas voltadas para a Educação de Pessoas Jovens e Adultas (EPJA), tem vindo a ser recorrentemente sublinhada, ao longo das últimas décadas, quer por organismos internacionais como, por exemplo, a Unesco, quer por especialistas e investigadores, quer ainda pelas sociedades, por Movimentos Sociais e pelas próprias pessoas que sentem necessidade de se envolverem em práticas educativas -  no âmbito escolar ou não - que satisfaçam as suas necessidades e os seus anseios de mudança, a nível pessoal e social.

Nesse sentido, o dossiê que se pretende publicar deverá envolver trabalhos científicos originais que testemunhem a EPEJA e  também a sua relação com a  Educação Popular, destacando seus sujeitos analfabetos ou pouco escolarizados – homens e mulheres - como sujeitos de direitos, produtores de culturas, praticantespensantes ou, ainda, como lembrou Certeau, “heróis/heroínas anônimos/anônimas” que taticamente constroem as relações sociais, em redes de cooperação, solidariedade e afetos, com o objetivo precípuo de terem seu direito à educação assegurado e do  acesso à permanência na escola, caracterizada não só como “ficar”, mas também transformar-se: Ser Mais.

O que para tanto requer que as práticas educativas  dialoguem com a prática social dos sujeitos, ou seja,  considerando o dentrofora do ambiente escolar,  na interlocução com os cotidianos – que não se repetem – das pessoas consolidando processos amplos de valorização das identidades culturais dos educandos assim como seus saberes, tendo em vista o entendimento da cultura  no seu sentido antropológico. Isto é, aquela que emerge das práticas cotidianas sublinhando, sobretudo, a construída nas redes cooperativas dos meios populares.

Estas consensualizadas convicções suportam-se em dois argumentos de incontornável solidez teórica e política: o direito à educação para todos os sujeitos, de todas as culturas, e em todas as idades; a constatação de que as mudanças nas diferentes comunidades e sociedades  podem ocorrer como resultado das transformações individuais e coletivas em diálogo com outras políticas sociais.

No ano em que festejamos o 100º aniversário do nascimento de Paulo Freire  e 24º ano do seu falecimento, tornando-se imortal pelas ações que realizou e pela vasta obra que dispomos,  pretendemos receber e publicar trabalhos que problematizem a EPEJA com a progressiva humanização de todas/os. Com o Ser Mais de homens e mulheres empenhados em alargar a todas/os a participação e a transformação das obras humanas, por meio  de um entendimento intersubjetivo emancipatório.

Esses  trabalhos  devem ser científicos e originais e que testemunhem a relação da EPEJA incluídas nas práticas educativas  orientadas para a construção de sociedades que resultem em maior participação de todas as cidadãs e todos cidadãos, por meio do respeito às diferenças de sexo, raça, cultural, dentre outras.

Consulte as Instruções aos Autores para adequar o seu trabalho, conforme as normas de publicação que se encontram disponível na Revista Educação e Emancipação, no Portal de Periódicos da Universidade Federal do Maranhão http://www.periodicoseletronicos.ufma.br . A submissão dos trabalhos deverá ser por meio do referido Portal de Periódicos, acessando a Revista http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao . Faça o cadastro como Autor para realizar a submissão de seu trabalho. Qualquer dúvida contactar pelo e-mail: revistaeduc.emancipacao@ufma.br

 
Publicado: 2021-06-29
 
1 a 1 de 1 itens