AVALIAÇÃO DE PARÂMETROS BIOQUÍMICOS EM CÃES INFECTADOS POR Leishmania chagasi

Francisco Arouche Vieira Neto, Ana Karlla dos Santos Sousa, Mara Vieira Marques, Diego Sousa Arruda, Lucilene Amorim Silva

Resumo


A leishmaniose visceral é uma doença sistêmica grave, causada pelo protozoário  Leishmania chagasi. O cão doméstico é considerado o mais relevante reservatório vertebrado do parasita causador da doença, participando no ciclo epidemiológico da transmissão ao homem. A obtenção de conhecimentos detalhados de outros fatores além dos usuais parâmetros clínicos, como: imunológicos, histopatológicos e laboratoriais são fundamentais para o entendimento de uma doença tão complexa e amplamente distribuída no mundo. O objetivo deste trabalho foi investigar o perfl bioquímico de cães infectados por Leishmania chagasi em diferentes fases clínicas. Neste trabalho foi utilizado soro de cães naturalmente infectados por L.chagasi provenientes de áreas endêmicas para LVC no Estado do Maranhão. Os animais foram divididos em três grupos: assintomáticos e sintomáticos de acordo com os sinais clínicos que apresentavam e controle (cães sorologicamente negativos para  L. chagasi). Foram quantifcadas as concentrações séricas de Fosfatase Alcalina, Ureia, Alanina Aminotransferase, Aspartato Aminotransferase, Proteínas Totais e Triglicerídeos. Para tanto foram utilizados Kits de diagnóstico padrão da Labtest® e os ensaios foram realizados conforme protocolo disponibilizados nos Kits. A análise estatística foi realizada utilizando o teste ANOVA. Nossos resultados mostraram que não houve diferenças signifcativas nas concentrações séricas de proteínas totais entre os grupos, o mesmo ocorreu quando comparamos as concentrações séricas de Fosfatase Alcalina,Alanina Aminotransferase, Aspartato Aminotransferase e Triglicerídeos. Entretanto foi detectado aumento nas concentrações de uréia nos cães sintomáticos em comparação ao grupo controle. O acompanhamento das funções hepática e renal dos cães com LVC não tem valor preponderante para o diagnóstico da doença, porém estes parâmetros podem fornecem importantes informações para a avaliação do estado clínico dos animais, do prognóstico da doença e da evolução de cães em tratamento.

Descritores: leishmaniose visceral canina; Leishmania chagasi;  Bioquímica.

Abstract:  The domestic dog is considered the most important vertebrate reservoir of the parasite that causes the disease, participating in the epidemiological cycle of transmission to humans. Obtaining detailed knowledge of other factors besides the usual clinical parameters, such as immunological, histopathological and laboratory are fundamental to the understanding of a disease as complex and broadly distributed worldwide. The aim of this study was to investigate the biochemical profle, of dogs infected by Leishmania chagasi in different clinical phases. In this study we used serum from dogs naturally infected by L. chagasi from two endemic areas in the State of LVC. The animals were divided into three groups: asymptomatic and symptomatic according to clinical signs and had control (dogs serologically negative for L. chagasi). Alkaline phosphatase, urea, alanine aminotransferase, aspartate aminotransferase, and total protein triglycerides were quantifed in serum. Therefore, we used standard diagnostic
kits from Labtest ® and the assays were performed according to the protocol provided in Kits. A statistical analysis was performed using ANOVA. Our results did not show signifcant differences in serum concentrations of total protein, alkaline phosphatase, alanine aminotransferase, aspartate aminotransferase, and triglycerides in all groups evaluated in this study. However, it was detected an increase of urea in  symptomatic dogs compared  to the control group, indicating a possible initial or incipient nephropathy in dogs of this group. The monitoring of hepatic and renal function of dogs with CVL has no override value for the diagnosis of disease, but these parameters can provide important information for assessing the clinical status of animals, disease prognosis and evolution of dogs’ treatment.

Descriptors: canine visceral leishmaniasis; Leishmania chagasi; Biochemical.


Palavras-chave


Leishmaniose visceral canina; Leishmania chagasi; Bioquímica

Texto completo:

PDF


Rev Cienc Saude

ISSN 2526-6179 (online)

ISSN 1516-7534 (impresso)