ASPECTOS IMUNOLÓGICOS E CLÍNICOS DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA: uma revisão

Andréa Marques S. Pires, Graciomar C. Costa, Eloisa G.R. Gonçalves, Aymoré de Castro Alvim, Flávia Raquel F. Nascimento

Resumo


Leishmanioses são doenças infecciosas, zoonóticas, causadas por protozoários do gênero Leishmania que, ainda hoje, se constituem em importantes problemas de saúde pública mundial. Caracterizam-se como um complexo de doenças com importante espectro clínico e diversidade epidemiológica e de acordo com a espécie de Leishmania inoculada pelo vetor, o indivíduo infectado apresentará quadros diferentes, variando desde o aparecimento de lesões cutâneas, até a visceralização
da infecção. A resposta imune nos seres humanos, devido a sua complexidade, ainda não está tão bem caracterizada como em camundongos. essa resposta envolve citocinas, moléculas coestimulatórias e ativação de linfócitos t auxiliares. De maneira geral, é aceito que a diferença entre resistência e susceptibilidade à infecção está relacionada à expansão de células t auxi-liares (th) dos tipos 1 e 2 (th1 e th2). Pacientes com a forma cutânea localizada desenvolvem ativação de linfócitos th1, na região da lesão, enquanto, aqueles com a forma cutâneo-mucosa apresentam ativação mista de linfócitos th1 e th2. Já os pacientes com a forma cutâneo-difusa exibem quase exclusivamente a ativação de linfócitos th2. o estudo da interação entre parasitas e hospedeiros, mediante a avaliação da biologia parasitária, a saliva do inseto- vetor, e mecanismos imunológicos da resposta do hospedeiro vertebrado têm dado uma nova luz ao entendimento dos mecanimos que regem essa relação. re-visamos aqui alguns desses aspectos.

descritores: Leishmaniose tegumentar Americana; Clínica; Epidemiologia; Imunologia

Abstract:  Leishmaniasis are zoonot-ic infectious disease caused by protozoa of the genus Leishmania that still today constitute important public health problems worldwide. Characterized as a complex spectrum of diseases with signifcant clinical and epidemiological and diversity ac-cording to the species of Leishmania inoculated by the vector and infected individuals will present different conditions, rang-
ing from the development of cutaneous lesions to visceral infection. the immune response in humans, due to its complexity, is still not as well characterized as in mice. this response involves cytokines, co-stimulatory molecules and activation of helper t lymphocytes. in general, it is assumed that the difference between resistance and susceptibility to infection is related to the expansion of t helper cells (th) type 1 and type 2 (th2 and th1). Patients diagnosed with localized skin develop activa-tion of th1 lymphocytes in the region of the lesion, while those with the present form mucocutaneous activation mixed th1 and th2 lymphocytes. Patients with diffuse cutaneous-form exhibit almost exclusively the activation of th2 lymphocytes.the study of the interaction between parasites and hosts, through the assessment, parasite biology, insect saliva-vector and vertebrate host response has given birth to a new understanding of the engine that governs this relationship. We review here some of these aspects.

descriptors: American Tegumentar Leishmaniasis; Clinics; Epidemiology; Immunology


Palavras-chave


Leishmaniose Tegumentar Americana; Clínica; Epidemiologia; Imunologia

Texto completo:

PDF


Rev Cienc Saude

ISSN 2526-6179 (online)

ISSN 1516-7534 (impresso)