MAPEAMENTO DOS FATORES LINGUÍSTICOS E SOCIAIS RELEVANTES PARA A VARIAÇÃO NA CONCORDÂNCIA ENTRE VERBO-SUJEITO NA 3ª PESSOA DO PLURAL NO FALAR BRASILEIRO

Maria Lidiane Pereira, Aluiza de Araújo

Resumo


Neste trabalho, realizamos um levantamento bibliográfico de estudos sobre a variação na concordância entre verbo-sujeito na 3ª pessoa do plural (3PP) no português falado no Brasil. Objetivamos mapear quais fatores linguísticos e sociais interferem na manutenção e/ou cancelamento das marcas de concordância padrão em um dos fenômenos variáveis mais recorrentes no falar brasileiro. Para tanto, selecionamos sete pesquisas conduzidas à luz da Sociolinguística variacionista (LABOV, 2001, 2008 [1972]) sobre o fenômeno em tela, realizadas na última década, em quatro das cinco regiões do nosso país. Com isso, verificamos que os fatores linguísticos mais influentes para a variação na concordância entre verbo-sujeito na 3PP são: saliência fônica, realização e posição do sujeito e paralelismo formal no nível oracional. Dentre os sociais, se destacam: faixa etária, sexo/gênero e nível de escolaridade. 


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação: