DISCURSO, MEMÓRIA E ACONTECIMENTO: A DISSEMINAÇÃO DO MEDO NA MÍDIA

Claudemir Sousa, Francisco da Silva

Resumo


Neste artigo, refletimos acerca da relação entre acontecimentos discursivos e a memória que os enlaça. Para tanto, discutiremos o papel da mídia na produção, disseminação e manutenção do medo através de narrativas e imagens presentes em notícias que circulam em diferentes meios de informação, a partir da análise de uma postagem veiculada na página do Jornal Folha de S. Paulo na rede social Facebook sobre a explosão num prédio do Rio de Janeiro, em 18 de maio de 2015, na qual há referência ao ataque às Torres Gêmeas em Nova Iorque, em 11 de setembro de 2001. Ancoramo-nos nas discussões de Foucault (2008) sobre o enunciado e sua inscrição em um domínio de memória, e de Courtine (2008) acerca da disseminação do medo nos discursos contemporâneos, dados a ver nas diversas instâncias midiáticas. 


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2016 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação: