A IRRUPÇÃO DA FEROCIDADE: o engendramento da ação violenta em O cobrador, de Rubem Fonseca

Aristóteles de Almeida LACERDA NETO

Resumo


“O cobrador”, texto de Rubem Fonseca, expõe as vicissitudes da sociedade deconsumo, mormente no âmbito urbano. O conflito instaurado pela negação do acesso universal aosbens materiais e imateriais, aliado à ideia de felicidade pela posse de tais bens, desencadeia o desejobrutal do protagonista de exigir o que lhe falta. Insurgindo-se contra a realidade, faz justiça com aspróprias mãos. Não obstante isso, a violência plasmada no conto corporifica-se de várias formas,haja vista que a irrupção dos sentimentos do Cobrador consubstancia essa metamorfose. O presentetrabalho objetiva desenvolver uma análise das ações do anti-herói fonsequiano, a partir de algunsepisódios, tomando como ponto de referência as suas relações intersubjetivas, especialmente aengendrada com Ana Palindrômica. Com efeito, os afetos reverberam na ação violenta do referidopersonagem, a ressignificando.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2014 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação:

Resultado de imagem para latindex

Resultado de imagem para miar Information Matrix for the Analysis of Journals

Sumários.org