ENTRE CORPOS DILACERADOS E O FOGO PURIFICADOR: UM OLHAR SOBRE O CONTO “HOLOCAUSTO”, DE CAIO FERNANDO ABREU

Kenia Maria de Almeida Pereira

Resumo


O objetivo deste texto é analisar o conto “Holocausto”, de Caio Fernando Abreu. Nossas discussões terão como fio condutor a ambiguidade do título “Holocausto”, cujo verbete pode significar tanto uma oferenda religiosa queimada, ofertada aos deuses, como também o genocídio, ou o massacre de milhões de judeus, durante o período nazifascista. No que diz respeito às discussões mítico-simbólicas, nossas discussões estarão ancoradas nos estudos de Gaston Bachelard, Mircea Eliade e René Girard. Já no que diz respeito às temáticas dos regimes totalitários e o suplício dos corpos, teremos como suporte teórico o pensamento de Hannah Arendt, Foucault e Regina Dalcastagnè.

Palavras-chave


Totalitarismo; Tortura; Caio Fernando Abreu; Conto

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação:

Resultado de imagem para latindex

Resultado de imagem para miar Information Matrix for the Analysis of Journals

Notícias