VIDA LONGA AO REI! O PODER NO TABULEIRO DO JOGO DE XADREZ E O PANOPTICON, DE BENTHAN

Michelle de Sousa Bahury

Resumo


Este artigo busca refletir sobre os estudos das relações de poder de Foucault a partir da metáfora do panopticon de Benthan, filósofo utilitarista inglês, e as relações de vigilância presentes no tabuleiro do jogo de xadrez. A fim de compreender esse cenário, apoiamo-nos em leituras de Michel Foucault sobre o poder disciplinar em Vigiar e Punir e Microfísica do Poder. Sem desejar apresentar uma teoria geral, o estudo busca exemplificar como a dominação por aquele que detém o poder condiciona o círculo social em que se insere. Além de relacionar o poder disciplinar com a Idade Média, período a que o jogo de xadrez replica, o panoptismo é um dos traços característicos da atual sociedade capitalista, na qual os indivíduos são vigiados, punidos, recompensados e normatizados. Neste contexto, nosso propósito não é de anular o poder para evitar a punição, mas o de saber como movimentar as peças de um jogo, que estarão permanentes nas relações de poder em uma sociedade.


Palavras-chave


Panoptismo; Poder disciplinar; Sociedade capitalista; Punição

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação:

Resultado de imagem para latindex

Resultado de imagem para miar Information Matrix for the Analysis of Journals