A CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES AFRODESCENDENTES: LUGARES, ENTRE-LUGARES E PRECONCEITO RACIAL EM VENCIDOS E DEGENERADOS, DE NASCIMENTO MORAES

Ana Carusa Araujo

Resumo


O presente artigo apresenta um estudo sobre as identidades afrodescendentes, com o objetivo de mapear lugares, entre-lugares da afrodescendência, e também, a denúncia contra o preconceito racial e a reafirmação do papel do negro na sociedade retratada no romance-crônica Vencidos e degenerados, do autor afro-maranhense Nascimento Moraes, publicado em 1915. O processo de construção de identidades afrodescendentes surge do cotidiano em que os sujeitos negros estão inseridos, espaços que são marcados pela esperança de dias melhores, por uma sociedade igual entre negros e brancos e por uma valorização dos afrodescendentes, marcados por disputas, preconceitos e discriminações. Focalizamos alguns episódios da narrativa por evidenciar a construção e afirmação da identidade, com base nos estudos de Bhabha (1998); Du Bois (1999); Duarte (2013); Fanon (2008); Hall (2011).

 


Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2018 Littera on line

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Littera online

ISSN 2177-8868

Indexação:

Resultado de imagem para latindex

Resultado de imagem para miar Information Matrix for the Analysis of Journals

Sumários.org