TENDA SANTA BÁRBARA: o humano e o sagrado

Joaquim Grigório Cantanhêde Neto

Resumo


No terreiro dedicado a Santa Bárbara, o vermelho impera. Vazio, é como qualquer outro espaço de vivência religiosa sob a perspectiva da Umbanda. Horas depois, a fila formada na entrada da tenda, composta por anciães e anciãos, adultos, jovens e crianças, evidenciaria a singularidade do ritual, cujo simbolismo acha nos laços familiares seu fio condutor. Poucas vezes na vida vi tanta fé, tantas pessoas com certeza de si e de seu lugar no mundo. Hoje, na vereda do jornalismo, deparo-me com as maiores lições de minha vida. Longe dos grandes centros, distante da vida urbana com seus templos erigidos, adentro o terreiro de piso verde, ali ouço, vejo, escrevo e aprendo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Kwanissa: Revista de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Kwanissa: Revista de Estudos Africanos e Afro-Brasileiros

ISSN 2595-1033

INDEXADORES: 

VISITANTES DA KWANISSA NO MUNDO: