THERMAL COMFORT CONDITIONS AND HEALTH RISKS TO SÃO LUÍS (MA) URBAN POPULATION

Ronaldo Rodrigues Araujo

Resumo


The objective of this research was to analyze how the climate, associated with the types of constructive materials in areas of socio-spatial vulnerability compromises the health of the urban population of São Luís (MA). The research is particularized by relating the study of urban climate and thermal comfort to the socio-spatial conditions of the population, through interdisciplinary methods and by using Subsystem for Thermodynamic analysis of the urban climate proposed by Monteiro (1976) as theoretical and methodological foundation. Thermal comfort was monitored and evaluated in 9 (nine) internal environment residences with different building standards, especially in area coverage of socio-spatial vulnerability of São Luís from October to November 2012. To classify thermal comfort factors used in homes, reference indexes established by Thom and Bosen (1959) were used. In addition, to qualitatively evaluate the degree perception regarding thermal comfort of the population involved and the possible association with certain types of symptoms and diseases, 40 questionnaires were applied in each one of the three monitored areas seeking to investigate in loco if there was a relationship of prevalence of these symptoms due to constructive attributes of households. 


Palavras-chave


Thermodynamic system, Thermal comfort, Socio-spatial vulnerability, Health

Texto completo:

PDF (English)

Referências


ALCOFORADO, Maria João, ANDRADE, H. Nocturnal urban heat island in Lisbon (Portugal): main features and modeling attempts. Theoretical and Applied Climatolgy. Viena, v. 84, n. 1-3, p. 151-159, 2006.

ALEIXO, Natacha C. R, ARAUJO, Ronaldo Rodrigues, SANT’ANNA NETO, João Lima . Variabilidade climática e saúde urbana: uma análise do comportamento das doenças respiratórias em Ribeirão Preto (SP) e do conforto térmico em São Luís (MA). In: XIV SIMPOSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA. Anais... Dourados (MS), 2011.

AMORIM, M. C. C. T. Climatologia e gestão do espaço urbano. In: Mercator, Fortaleza, número especial, p. 71-90. dez./2010. (disponível em http://www.mercator.ufc.br/index.php/mercator/article/viewFile/534/299).

ARAUJO, Ronaldo Rodrigues .Clima e vulnerabilidade socioespacial: uma avaliação dos fatores de risco na população urbana do município de São Luís (MA). Presidente Prudente (SP), 2014. 290p. Tese. (Doutorado em Geografia), Faculdade de Ciência e Tecnologia, Universidade Estadual Paulista, 2014.

CARVALHO, M. V. A. Classificação da cobertura e uso do solo com imagens Worldview-2 utilizando mineração de dados e análise baseada em objetos. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto) Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos. 2011, disponível em: http://mtc-m18.sid.inpe.br/col/sid.inpe.br/mtc-m18@80/2009/08.31.21.23/doc/publicacao.pdf.

MONTEIRO, Carlos Augusto de F. Teoria e Clima Urbano. Teses e Monografia, São Paulo, n. 25, 1976.

_____, Teoria e Clima Urbano – Um projeto e seus caminhos. In: MENDONÇA, F, MONTEIRO, C. A. F. (Org.). Clima urbano. São Paulo: Contexto, 2003. p. 9-67.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010-Aglomerados Subnormais: primeiros resultados. Rio de Janeiro: IBGE, 2011. CD-ROM.

OLIVEIRA, Fabiana Luz de, NUNES, Lucí Hidalgo. A percepção climática no município de Campinas – SP. In: SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE GEOGRAFIA, PERCEPÇÃO E COGNIÇÃO DO MEIO AMBIENTE. Anais... Londrina (PR), 2005, p. 1-11

PEREIRA, Paulo Roberto Mendes. Qualidade ambiental intraurbana de São Luís-MA: indicadores de saneamento e habitação. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, 2014.

RIBEIRO, B.M.G. Avaliação de Imagens Worldview-II para o mapeamento da cobertura do solo urbano utilizando o sistema InterIMAGE. 2010. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto). INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, 2010.

RODRIGUES, Zulimar Márita Ribeiro. Sistema de Indicadores e desigualdade socioambiental intraurbana de São Luis-MA. Tese (Doutorado em Geografia Humana). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2010.

SANT’ANNA NETO, João Lima, AMORIM, M.C.C.T. Febrile Cities: the influence of construction meterials in the production of heat island in low-income districts of urban areas with tropical climate in Brazil. In: Proceedings of Climate Change and Urban Design. Commission for Europe an Urbanism, 2008, Oslo (Noruega).

SANTOS, Rosângela Leal, ANDRADE, Henrique Oliveira de. Avaliação quantitativa do conforto térmico de uma cidade em área de transição climática: Feira de Santana-Bahia, Brasil. Revista de Geografia Norte Grande, n. 40, p. 77-84, 2008.

SARTORI, M. G. B. Clima e percepção. (vol. 1 e 2). São Paulo, 2000. Tese (Doutorado em Geografia). Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, 2000.

SETTE, Denise Maria, RIBEIRO, Helena. Interações entre o clima, o tempo e a saúde humana. In: Interfacehs – Revista de Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade, n.2, v.6, ago./2011.

SOUZA, Ulisses Denache Vieira. Classificação da cobertura e do uso do solo urbano de São Luís (MA), com imagens Worldview-2 utilizando mineração de dados e o sistema interimagem. São José dos Campos (SP), 2012, 130p. Dissertação (Mestrado em Sensoriamento Remoto). Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, 2012.

THOM, E.C. & BOSEN, J.F. The discomfort index. Weatherwise. nº 12, 1959, p. 57 - 60.

TOMMASELLI, J. T. G. Planilha de cálculo para Estimativa da temperatura do bulbo-úmido (Tu) a partir das medidas da temperatura do bulbo seco (T) e da umidade relativa (UR). Presidente Prudente, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.22615/2526-1746-jgm-2.4-8058

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Journal of Geospatial Modelling

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN 2526-1746