INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA: breve revisão

Marcelo Júnior Gimenes, Mário Henrique Ferreira do Amaral Dal Pogetto, Evandro Pereira Prado, Rafael de Souza Christovam, Emerson de Freitas Cordova de Souza

Resumo


Historicamente a agricultura e a pecuária no Brasil tem suas atividades produtivas executadas separadamente, ou seja, não costumam ocorrer simultaneamente no mesmo espaço, quase sem nenhum sincronismo. Essa prática, ao longo dos anos, contribuiu para acelerar o processo de degradação, tanto das áreas de pastagens como áreas de lavouras. A integração destas atividades atua como um sistema de produção alternativo para a recuperação de solos degradados pela atividade agropecuária intensiva, o que possibilita o aumento da eficiência de utilização dos recursos naturais e a preservação do ambiente, culminando em incrementos na estabilidade de renda do produtor rural. Frente a essa realidade, a integração lavoura-pecuária tem se constituído em uma prática agrícola usual em sistemas de produção conservacionista, gerando sustentabilidade e divisas para o Brasil. Este trabalho objetivou apresentar trabalhos e resultados obtidos por diversos autores sobre integração lavoura-pecuária, para que haja consolidação desse sistema de produção.

Palavras-chave: Consórcio; Forrageiras; Produtividade; Rotação de culturas.


Palavras-chave


Nutrição Animal; Forrageira; Lavoura; Pecuária; Agropecuária; Pastagem

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v4i1.84

Direitos autorais 2010 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831