Agricultura urbana no bairro Primeiro de Março em Cuiabá, Mato Grosso

Rosana Segalla, Maria de Fatima Barbosa Coelho, Rodrigo Aleixo Brito de Azevedo

Resumo


A prática da agricultura urbana, principalmente na forma de quintais agroflorestais, está presente em todo o Brasil. O objetivo desse estudo foi avaliar os recursos genéticos vegetais manejados na agricultura urbana no bairro Primeiro de Março, em Cuiaba, Mato Grosso. Participaram das entrevistas 29 moradores com quintais que margeavam o córrego Tres Barras (APP-Area de Proteção Ambiental). Foram feitas visitas em cada quintal com identificação das espécies e elaboração de croquis. Estão presentes nos quintais 50 espécies pertencentes a 40 famílias botânicas. As espécies cultivadas em mais de 50% dos quintais foram banana (100%), manga (79%), cebolinha (79%), coentro(79%), coco (68%), mamão (62%) e mandioca (51%). As famílias com maior número de espécies foram Anacardiaceae, Brassicaceae e Rutaceae. As frutíferas representaram a categoria presente em todos os quintais, com 21 espécies (42%). A suplementação alimentar é proporcionada pela diversidade de espécies, com maior destaque para espécies com o alto teor de vitamina C (acerola, caju e goiaba), vitamina A (manga e goiaba) e proteínas (jaca, coco e jenipapo). A Área de Proteção Ambiental está mais conservada nas áreas cultivadas com árvores. Os cultivos fornecem alimento às famílias, melhoram o microclima, protegem o solo da erosão, proporcionam lazer e sombra.

Palavras-chave


quintais, agroecologia, APP

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v6i1.406

Direitos autorais 2012 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831