ARTIGO: DOSES DE CÁLCIO E MOLIBDÊNIO VIA SEMENTES E CALCÁRIO VIA SOLO NA PRODUÇÃO DE SEMENTES DE AMENDOIM

Mariana Pina da Silva, Marco Eustaquio de Sá, Christian Luis Ferreira Berti, Pedro César dos Santos, Fabiana Lima Abrantes, Lilian Christian Domingues de Souza

Resumo


A busca de aumento na produtividade das culturas, com alta qualidade organoléptica, física, fisiológica, e
sanitária de suas sementes tem sido um dos principais objetivos das pesquisas nesta área. Assim, aplicações de produto via foliar e via semente, que durante vários anos foram realizadas apenas em condições de correção de deficiências de nutrientes nas plantas tem-se constituído em opções de pesquisa sobre o assunto. O objetivo do presente trabalho foi verificar os efeitos de doses de molibdênio e cálcio aplicadas via semente e de calcário via solo + molibdênio via semente sobre a produtividade de sementes da cultivar de amendoim do tipo rasteiro IAC 886. O delineamento experimental foi blocos casualizados com quatro repetições por tratamento constituídos pela combinação de doses de molibdênio (0, 50, 100 e 150 g ha–1 de Mo) e doses de cálcio ambos aplicados via semente (0, 1000, 2000 e 3000 mg kg-1), e quatro tratamentos adicionais: calcário calcinado (1,84t ha-1), calcário calcinado (1,84t ha-1) +50 g ha–1 de Mo, calcário calcinado (1,84t ha-1) +100 g ha–1 de Mo e calcário calcinado (1,84t ha-1) +150 g ha–1 de Mo totalizando 20 tratamentos. Não houve diferença entre as doses estudadas para as características de produção analisadas, tornando dispensável a aplicação desses produtos com o intuito de melhorar a produção das sementes.
Palavras-chave: Massa de 100 sementes; Rendimento; Produtividade.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.0000/rtcab.v3i2.40

Direitos autorais 2010 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831