Avaliação da qualidade pós-colheita de alfaces minimamente processadas cultivadas em sistema hidropônico

Alex Guimarães Sanches, Marielly Barros da Silva, Elaine Gleice Silva Moreira, Jaqueline Macedo Costa, Shirley Silva Cosme, Carlos Alberto Martins Cordeiro

Resumo


Objetivou-se neste trabalho, avaliar o tempo de vida útil de três cultivares de alfaces oriundas de sistema hidropônico comercializadas no mercado local de modo a identificar qual variedade consegue manter ao longo do tempo de armazenamento as melhores condições de consumo. Os parâmetros físico-químicos analisados foram: perda de massa fresca, sólidos solúveis totais, acidez total titulável, pH, relação SST/ATT além de análise sensorial. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado no esquema fatorial (5x3). Foi observado ao longo do experimento perda acentuada em todas as cultivares sobre o teor de massa fresca, SST, acidez e na relação SST/ATT ao passo que os valores de pH aumentaram até o ultimo dia de avaliação. Todas as cultivares apresentaram redução quanto seu aspecto sensorial ao longo do tempo de armazenamento. Concluiu-se que a cultivar Caipira apresentou os melhores resultados, preservando suas características físico-químicas e sensoriais.

 


Palavras-chave


Ciências agrárias; Tecnologia de Alimentos,

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Revista Trópica: Ciências Agrárias e Biológicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

R. Tróp.: Ci. agr. biol.

ISSN 1982-4831